Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

[email protected]
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Dr. Gilvan Bezerra explica o diferencial das lentes de contatos dentais feitas artesanalmente

1 jun 2022 | Beleza

Por Redação

Mestre em Estética Dental, o ortodontista detalha o procedimento de aplicação das peças que corrigem dentes mal posicionados e elevam a beleza do sorriso

Mestre em Estética Dental, o Dr. Gilvan Bezerra é referência na aplicação de lentes de contato dentais em Fortaleza. (Foto: Divulgação)

Com a recente flexibilização do uso de máscaras, abrir um sorriso e perceber a reação do outro virou um ato de reconexão afetiva. Por outro lado, cresce a preocupação com a estética desse sorrir, sem perder de vista a aparência natural com que cada um se apresenta ao mundo. É dentro desse conceito que ganham espaço os procedimentos odontológicos de alta estética dental, com destaque para as lentes de contato artesanais.

LEIA MAIS >> Revista Márcia Travessoni #19: Tane, Maira, Priscilla e Lara

Hidralips: tudo sobre o tratamento que promove hidratação profunda nos lábios

Peças de porcelana fixadas aos dentes com material de alta resistência, as lentes de contato dentais podem corrigir dentes mal posicionados, elevando ao máximo a beleza de um sorriso. “Essas peças
são planejadas e desenhadas pelo dentista. Ao pensar em um novo sorriso, o esteticista dental tem a preocupação de não ter outra possibilidade de sorriso mais bonito do que aquele que foi realizado”, define o ortodontista Gilvan Bezerra, mestre em Estética Dental.

Apesar de muito populares hoje, as lentes de contato ainda são cercadas pela ideia de que causam
um desgaste desnecessário no dente a longo prazo ou, ainda, que geram um efeito artificial e pouco harmônico na aparência do paciente. Mas essas possibilidades, garante Gilvan, já não fazem mais parte da Odontologia. “Hoje, temos um aperfeiçoamento da técnica, em que um artesão, que é um técnico em prótese dentária, cria uma lente de contato com todas as características anatômicas de um
dente natural, que pode ser na cor branca ou em tonalidades de branco que melhor se adequem à cor da pele e dos lábios do paciente”, detalha.

As lentes de contato ainda são cercadas pela ideia de que causam desgaste desnecessário no dente a longo prazo ou, ainda, que geram um efeito artificial e pouco harmônico na aparência do paciente. (Foto: Divulgação)

Esse procedimento artesanal, segundo o especialista, consiste no tratamento estético premium da
Odontologia atual, uma espécie de evolução das lentes de contato dentais que começaram a ser implantadas no Brasil há 15 anos. Ao longo desse tempo, as peças eram feitas em uma máquina do tipo fresadora e finalizadas por um artesão, até que as técnicas e estudos foram evoluindo e, atualmente, as lentes esculpidas totalmente à mão representam o ápice da qualidade. “As máquinas não conseguem criar todas as camadas de um dente natural, por isso, a lente de contato mais sofisticada, hoje,
é feita à mão”, reforça.

Estética duradoura

O curto período de tempo necessário para a transformação do sorriso e a riqueza de detalhes são, de longe, as maiores vantagens da aplicação das lentes artesanais. Mas além desses aspectos, a resistência da porcelana utilizada – que chega a 92% se comparada ao dente, órgão mais duro do corpo humano -, e a ausência de pigmentação por fatores externos contam pontos para essa técnica e permitem que o paciente tenha uma rotina normal após a realização do procedimento.

“Essas peças duram de 11 a 15 anos, e podem durar até mais se a manutenção for feita da maneira correta, com uma rotina de limpeza adequada e averiguação de infiltração a cada seis meses”, explica Gilvan Bezerra.

O processo de aplicação das lentes de contato começa com uma avaliação criteriosa. No caso do Dr.
Gilvan, especialista em Ortodontia (área voltada para a correção da posição dentária e dos maxilares),
os pacientes são analisados a partir da forma de morder, da qualidade da saúde gengival e da necessidade de realizar, ou não, uma plástica na gengiva, procedimento que vai dar um contorno mais bonito ao sorriso.

À esquerda, lente de contato dental convencional; e à direita, lente de contato feita artesanalmente, reproduzindo em detalhes a anatomia do dente. (Foto: Divulgação)

A avaliação inclui, ainda, a análise da cor do dente, que deve ser clareada, quando possível, para não ter reflexo nas lentes de contato. “Depois de tudo isso, o paciente vem para o preparo das lentes, e com 7 ou 11 dias é feita a aplicação delas”.

“As pessoas, hoje, querem fazer um procedimento de estética dental e serem notadas. O paciente procura um sorriso bonito e nós, da alta estética dental, fazemos uma intermediação entre a ciência e o dia a dia, proporcionando não apenas beleza, mas também um sorriso saudável”, conclui o ortodontista.

Este conteúdo foi originalmente publicado na Revista Márcia Travessoni #19.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE