Foi anunciado nesta sexta-feira (08) que ainda em 2019 uma marca de skincare brasileira chega ao mercado. O mais interessante é que Julia Petit, do saudoso site Petiscos, é uma das co-fundadoras da Sallve.

O objetivo da empresa é criar produtos de alta qualidade, com fórmulas seguras, preços justos e co-criadas com os consumidores.

Além de Julia Petit, estão no time de fundadores o empreendedor de tecnologia Daniel Wjuniski, a engenheira Marcia Netto e a desenvolvera de cosméticos Juliana Shor. Andrea Mota, que foi diretora executiva do Grupo Boticário por 17 anos, também faz parte da equipe.

A Sallve observa uma preocupação crescente da comunidade que consome cosméticos em fazer escolhas com propósito, segurança e saúde. Por isso, todos os ativos a serem usados nas fórmulas dos produtos serão produzidos de forma sustentável, sem utilizar organismos geneticamente modificados (OGM) e testados clinicamente para que cada ingrediente seja seguro não só pro planeta, mas também para a pele. E, sim, a Sallve é uma marca totalmente cruelty free: não realiza testes em animais e não possui ingredientes de origem animal em seus produtos.

Os primeiros produtos, aliás, já estão em fase de testes e formulação e devem ser lançados ainda em 2019.

“Sou publicitária por natureza e criadora de conteúdo por amor. Após passar 15 anos no mercado publicitário me apaixonei pela internet e resolvi desbravar o mercado em 2007. Criei o site Petiscos, que acabou se tornando referência não só em moda, beleza e estilo de vida, como também em estratégia publicitária e novos formatos de campanhas. Por causa de tudo isso em 2014 fui convidada para lançar uma coleção mundial de maquiagens com a marca M.A.C. Essa experiência me fez querer desenvolver alguma coisa no mercado de cosméticos ou cuidados com a pele. Durante os dez anos de atividade do site tive a oportunidade de ouvir centenas de milhares de pessoas, suas necessidades e anseios sobre produtos de cuidado com a pele e tive certeza que este é um mercado que ainda tem muitas possibilidades para a criação. Depois de tirar um ano sabático para repensar o mercado de publishing e de alguns anos procurando parceiros e pesquisando matérias primas encontrei Juliana Shor, Marcia Netto e Daniel Wjuniski e juntos estamos criando a Sallve com valores como transparência e segurança como motor e tentando mudar paradigmas do mercado”, relata Julia.