Um dos principais nomes da atuação no Brasil, Fernanda Montenegro completa 90 anos de vida nesta quarta-feira (16). Com uma carreira marcante e personagens inesquecíveis, a atriz conseguiu levar o nome do País para o mundo, trazendo inúmeros sentimentos para o público, além de diversos prêmios pelo seu trabalho.

Registrada como Arlette Pinheiro Esteves, o nome artistico veio com o início da carreira de atriz na TV Tupi, onde afirmaram que o nome Arlete era muito comum e ela precisava de algo mais forte. Hoje, o nome Fernanda Montenegro é uma força conhecida no mundo inteiro. Nessas décadas de carreira, a atriz já fez um pouco de tudo na televisão, teatro e cinema. Para celebrar este dia, a equipe do Site MT reuniu as mais marcantes e inesquecíveis personagens da carreira. Confira:

Brilhante (1981)

Segunda novela de Fernanda Montenegro na Rede Globo, a personagem Chica Newman marcou bastante a atriz. Rica e prepotente, a personagem viu seu mundo mudar ao terminar com o apaixonado motorista.

Eles Não Usam Black-Tie (1981)

No clássico filme “Eles Não Usam Black-Tie”, a atriz vive Romana, matriarca de uma família operária que vive um grande dilema durante a ditadura militar. O longa venceu o Leão de Ouro no Festival de Veneza.

Guerra dos Sexos (1983)

Quem nunca viu a clássica cena da briga no café da manhã entre Fernanda Montenegro e Paulo Autran? A cena virou uma das mais icônicas da televisão brasileira e é lembrada até hoje assim como a sua brilhante atuação.

Central do Brasil (1998)

Um dos maiores filmes do cinema nacional, Central do Brasil conseguiu uma vaga entre os indicados a melhor filme estrangeiro no Oscar, além de garantir também uma indicação para Fernanda Montenegro na categoria de melhor atriz. Um momento histórico para o nosso cinema.

O Auto da Compadecida (2000)

Fernanda voltou ao cinema para uma participação mais do que especial no “O Auto da Compadecida”, filme baseado na obra Ariano Suassuna. No longa, ela vive Nossa Senhora e surge no momento de virada da vida do personagem principal.

Belíssima (2005)

Voltando a interpretar uma vilã pela segunda vez na carreira, Fernanda deu vida a Bia Falcão, um dos maiores destaques da novela Belíssima. Depois de muita maldade, a criminosa seguiu para Paris com o seu jovem amante. Icônica.

Doce de Mãe (2012)

Com o telefilme Doce de Mãe, Fernanda voltou a marcar o seu nome na história, sendo a primeira atriz brasileira a conquistar o Emmy Internacional de melhor atriz. Posteriormente, o filme virou minissérie, e a atriz voltou a ser indicada a premiação estrangeira.

Babilônia (2015)

Babilônia foi uma grande fracasso, é verdade, mas a participação da Fernanda Montenegro foi bastante marcante. Na novela, a atriz vivia um casal lésbico com a personagem de Nathalia Timberg. E já no primeiro episódio, as duas atrizes protagonizaram um beijo, além de diversas cenas românticas ao longo da trama. 

A Vida Invisível (2019)

A partir do próximo dia 31, Fernanda poderá ser vista novamente no cinema com “A Vida Invisível”, do diretor cearense Karim Aïnouz. A produção foi escolhida para representar o Brasil no Oscar do próximo ano. Será que teremos Fernanda Montenegro novamente na premiação? Fica aí a nossa torcida!