Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Conheça Vinícius, participante cearense do BBB 22

15 jan 2022 | Entretenimento

Por Redação

Natural do Crato, brother integra grupo “Pipoca” e diz não ter medo do cancelamento

Criado pela avó, brother quer usar o prêmio para cuidar da saúde dela (Foto: Divulgação)

Nascido e criado no Crato, bacharel em Direito pela Universidade Regional do Cariri (URCA), concurseiro e fã da Anitta. Este é Vinícius de Sousa, cearense participante do BBB 22. Se autointitulando ‘influencer de baixa renda’, ficou conhecido na internet após vídeo reclamando da falta de água na região. O conteúdo foi repostado por Tirulipa, rendendo 40 mil seguidores para o morador do Cariri que, a partir do dia 17, estará na casa mais vigiada do país.

LEIA MAIS >> Confira quem são os participantes do BBB 22

Série na Netflix? Confira o possível projeto secreto de Max Petterson

Além de influencer, ele ainda trabalha no restaurante da família e também já fez o que pôde para ajudar em casa, desde vender doces a ser professor particular.

Vinícius faz parte do grupo “Pipoca” (Foto: Divulgação)

Assumidamente homossexual, Vinícius sofreu muito preconceito por ser quem é de verdade. “Já sofri muito ataque por ser afeminado: físico e verbal. Na rua sempre ouvi comentários pejorativos. É o tipo de coisa que nunca cessa”, lamenta. Solteiro, ele está aberto a possibilidade de viver algo dentro da casa. “Tomara que eu encontre alguém para dar uns beijos dentro da casa”, deseja.

Loucura de fã

Sem renda, o cratense já chegou até mesmo a vender o único botijão de gás da casa para conseguir dinheiro para ir ao show da Anitta.

Vinícius é fã da Anitta (Foto: Reprodução)

Criado pela avó, a quem chama de “mainha”, o brother quer usar o dinheiro do prêmio para cuidar da saúde dela, dos dentes da tia e investir na carreira. “Ela que me criou. Desde pequeno, a gente divide a mesma cama. Depois que meu avô faleceu, eu me tornei responsável por ela. Não tem nada maior do que esse amor. Vou sentir muita falta”, revelou. Foi ela, inclusive, quem arrumou as malas do bacharel, que só dorme com uma fralda desde criança.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE