logo

Festival reúne astros da música internacional em homenagem a profissionais de saúde

Por Redação
Festival reúne astros da música internacional em homenagem a profissionais de saúde
Organizado pela OMS, evento arrecadou U$S 127,9 milhões. Valor será destinado aos trabalhadores que atuam no combate à pandemia. (Foto: Reprodução)

Dezenas de artistas internacionais se apresentaram, no último sábado (18), no One World: Together At Home, evento desenvolvido pela ONG internacional Global Citizen em colaboração com a Organização Mundial da Saúde (OMS), que teve o objetivo de homenagear profissionais da saúde que estão na linha de frente no enfrentamento ao novo coronavírus. A estes serão destinados os U$S 127,9 milhões que o programa arrecadou.

Famosos e anônimos enviaram mensagens de apoio aos profissionais de saúde que estão trabalhando contra a pandemia. Eles, que se afastaram da famílias em meio ao surto do novo coronavírus, também enviaram depoimentos sobre o isolamento social, esperançosos que dias melhores virão.

LEIA MAIS >> Lives solidárias de músicos surpreendem na arrecadação de doações; confira os números

Bon Jovi e Príncipe Harry lançam música beneficente; ouça

Entre 15h e 23h, vários músicos se apresentaram no megashow virtual. A “parte nobre” começou às 21h. Lady Gaga abriu o evento interpretando ‘Smile’, de Charles Chaplin, originalmente cantada por Nat King Cole. “Estou muito orgulhosa de fazer parte disso. Eu penso e rezo todos os dias pelos profissionais da saúde”, declarou a cantora.

Após Lady Gaga, Stevie Wonder entoou um trecho de “Lean on Me” – de Bill Withers, morto recentemente – com “Love’s in Need of Love Today” — que fez parte do seu disco clássico “Songs in the Key of Life”, lançado em 1976.

Paul McCartney fez parte do evento para dar apoio aos profissionais de saúde tocou “Lady Madonna”, hit dos Beatles, composto por ele em 1968.

Em seguida, Kacey Musgraves cantou “Rainbow”. Do jardim da mansão onde mora, Elton John cantou e tocou “I’m Still Standing” em um piano de cauda.

Maluma apresentou “Carnaval”, faixa de 2014 que faz parte de álbum homônimo do artista colombiano.

Com um tom intimista, Camila Cabello e Shaw Mendes executaram “What a Wonderful World”, sucesso de 1967, de Louis Armstrong.

O vocalista e um dos guitarristas da banda Pearl Jam, Eddie Vedder trouxe “River Cross”, em homenagem ao amigo Chris Cornell, que morreu em 2017.

Chris Martin cantou e tocou “Yellow”, música lançada em 2000 pelo Coldplay. Nas redes sociais, a apresentação rendeu mais tempo.

Lizzo interpretou “A Change Is Gonna Come”, de 1964, de Sam Cooke. A música foi sucesso na voz da cantora norte americana Aretha Franklin, grande ídolo de Lizzo.

Às 22h, os Rolling Stones entraram no ar. Mick Jagger, Keith Richards, Ron Wood e Charlie Watts dividiram a telinha em quatro e tocaram “You Can’t Always Get What You Want”, de 1968.

Em uma performance diferenciada, Keith Urban cantou e tocou “Higher Love” manuseando uma guitarra e violão.

Burna Boy presenteou os fãs com “African Giant/Hallelujah”.

Com o quintal de casa repleto de luzes de Natal, Jennifer Lopez exibiu “People”, sucesso gravado por Barbra Streisand em 1964.

John Legend e Sam Smith escolheram “Stand By Me”, de Ben E. King, de 1961.

Billie Joe Armstrong interpretou “Wake Me Up When September Ends”.

Última vencedora do Grammy, Billie Eilish, apresentou “Sunny”, de 1963, por Bobby Hebb.

Taylor Swift cantou e tocou “Sonn You’ll Get Better”.

O encerramento da noite teve uma apresentação conjunta de Celine Dion, Lady Gaga, Lang Lang, John Legend e Andrea Bocelli.

Veja também