Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

[email protected]
Telefone: +55 (85) 3242 0333

DFB 2013 | Equipe MT bate um papo com Sabrina Parlatore

14 abr 2013 | Galerias

Por Lucas Magno

Sabrina disse pra gente que o iPhone a define

Sabrina Parlatore aterrissou seu carisma esta semana em Fortaleza pra prestigiar mais uma edição do Dragão Fashion Brasil. A modelo e atual apresentadora de um programa do canal Glitz* está cheia de expectativas e nos revelou alguns dos segredos que cabem na sua bolsa que a ajudam a manter a elegância durante o corre-corre das Fashion Weeks. Confira a entrevista:

Quais são suas impressões do DFB? É a sua primeira vez?

Já é a minha segunda vez. Já estive ano passado e, nossa, minhas impressões são as melhores possíveis para este ano, porque é um evento super bem organizado e super gratificante. Adorei a escolha do local (Centro Cultural Dragão do Mar), por ser um prédio muito bonito e dotado de áreas externas, então o evento fica parecendo uma cidadezinha do interior, tipo uma quermesse com tendas, sabe? É muito gostoso.

Você com certeza já reparou no nosso clima bem mais quente. Qual o make que você indica para não sofrer com o calor do Ceará?

Olha num tem muito o que fazer, tem que ser básico. Mas hoje, minha maquiadora já fez um olho um pouquinho mais carregado. Eu tento me abanar, inclusive minha produtora me ajuda nesse exercício, né amiga? (Risos). Enquanto não estou gravando, corro pro ar-condicionado!

Hoje é o Dragão, já já é o Fashion Rio… qual o kit de sobrevivência que você carrega na bolsa para enfrentar o corre-corre?

Menino, minha bolsa tem de tudo, viu? Água, escova de cabelo, colírio, barrinha de cereal, dinheiro, gloss, pó pra fazer um retoque rápido e tem até chinelo, sabia? Eu uso salto alto, mas pra ir de um lado pro outro, eu ponho o chinelo, então o chinelo tem que estar na bolsa também. É uma loucura, sai tudo de dentro dessa aqui!

E de todos esses itens, o que mais tem a tua cara?

Eu diria que meu iPhone, até esqueci de botar na lista da pergunta anterior, mas eu não sobrevivo sem ele, já faz parte do meu ser.

Pra finalizar: Marco Feliciano. Com essa polêmica do “me representa” e “não me representa”, o que não te representa na moda e o que você adora?

Ele, por exemplo, não me representa, de jeito nenhum! Mas o que eu me identifico mais, é com a diversidade, é o respeito pelas pessoas. A gente vê aqui que todo mundo se veste como quer e ninguém se importa com sexo ou gênero. Além do mais todos têm acesso livre para expressão.

Por Milton Sobreira

Fotos: Davi Farias

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE