A Academia Cearense de Letras Jurídicas (ACLJUR), com apoio da Fundação Edson Queiroz e do Instituto dos Advogados do Ceará (IAC) apresentaram neste sábado, 9, no Teatro Celina Queiroz, um espetáculo mais que especial. Com texto de Caio Benevides e direção de Jadeilson Feitosa, a peça “Rachel – No Balanço de uma Rede” homenageou Rachel de Queiroz, com foco nas barreiras que a cearense transpôs em sua trajetória de vida. Trajetória essa muito importante para a Academia Brasileira de Letras, afinal, a tradutora, romancista, escritora, jornalista, cronista prolífica e dramaturga brasileira foi a primeira mulher a ingressar na ABL, cravando seu nome no pioneirismo literário. Interessante notar que a peça não foi uma biografia e sim um apanhado das suas posturas e conquistas inseridas no contexto profisisonal, social e político do Brasil e do Mundo.

“Rachel – No Balanço de uma Rede”

O evento também foi marcante para o Instituto dos Advogados do Ceará, que, sob a presidência de João de Lemos, empossou seus futuros associados com solenidade. “Todos já bem perto do acesso à Instituição de Advogados, a mais antiga do Ceará e que, tendo tido a missão de instituir e organizar a OAB/CE, prosegue no estudo do Direito e, ao logo de sua história, pugnando pela defesa do Direito, da Justiça, da Ordem Jurídica e do Estado Democrático de Direito. Creio falar em nome do Colegiado, desejando a todos boas-vindas”, comentou João, em texto prévio enviado à imprensa.

Manoela e Ricardo Bacelar

Uma noite que foi um verdadeiro ode à cultura e à sociedade cearense. Veja o registro de Camila Lima.

vandro Leitão, Francilene Gomes, João de Lemos, Maria Vital, Raimundo Bezerra e Falcão e Valmir Pontes