Argila, areia colorida, fibras vegetais, fios e tecidos dão o tom da 58ª Feirart, Feira de Artesanato do Ceará, em cartaz de 04 a 06 de Outubro, na Praça Luiza Távora, em frente ao Ceart, Centro de Artesanato do Ceará.

E foi com alto astral e o desejo de fomentar o belíssimo trabalho de artesãos locais que a primeira-dama do Estado, Onélia Santana, deu o pontapé inicial da mostra, ao lado de Socorro França, da coordenadora do Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Ceará, Patrícia Liebmann, e da consultora Ângela Hirata, passeando pelos estantes de cerca de 150 artesãos. “A Feirart é o maior evento de artesanato realizado pelo Governo do Ceará e, através das 14 tipologias presentes, pretendemos ampliar a visibilidade dos trabalhos dos artesãos vinculados à CeArt, que têm como diferencial a certificação das peças para a comercialização do genuíno artesanato cearense”, destacou Onélia, em discurso durante a abertura.

Sabores regionais

A Escola Vida, Sabor e Arte (Evisa), outro equipamento da Secretaria, é a responsável pelas aulas da cozinha ao vivo. Nas chamadas aulas-show, os chefs convidados demonstrarão o preparo de pratos da culinária criativa como hambúrguer de cordeiro, moqueca de caju e bem-casado de rapadura com coco. As receitas serão servidas para degustação do público. Os chefs convidados são Bruno Modolo, Carlos Eduardo e Nilsa Mendonça.

Junto à abertura do evento, foi inaugurada a exposição “Mãos que fazem o Ceará”, que homenageia Aécio Oliveira, Francisco Alves, Gildamir Chagas e João Pedro, artesãos reconhecidos em 2018 como Mestres da Cultura pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará.

Fotos: Alex Campêlo