Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Rafa e 365 dias de moda cearense!

11 ago 2015 | Galeria

Por Lucas Magno

Imagine o seguinte desafio: passar 30 dias usando apenas roupas idealizadas e produzidas no nosso Ceará. Agora imagine expandir esse tempo para um ano inteiro. Impossível? Não para a fotógrafa e blogger Rafa Eleutério, que abraçou o cenário da moda local como nunca antes havia sido feito.

Com feedback sempre positivo, Rafa fotografa os looks e compartilha tudo nas redes sociais, mostrando as riquezas e novidades das etiquetas locais. Tudo é feito com autenticidade e criatividade, marcas registradas de Rafa e do nosso Estado.

Feliz com o projeto e o recente casamento, Rafa compartilhou com a gente um pouquinho da experiência, explicando quais estão sendo as maiores dificuldades e alegrias de vestir o nosso Estado no 365 dias de moda cearense. Confira!

rafa_entrevista5

Equipe MT: A ideia inicial do projeto era usar moda cearense durante 30 dias. Como surgiu a ideia de ampliar o desafio para um ano?

Rafa: Após a experiência dos 30 dias, senti que ainda havia muito para conhecer e compartilhar sobre a produção de moda local. Além disso, na semana de moda de NY, quando fui fotografar streetstyle, senti um feedback muito positivo acerca das roupas cearenses que usei. Percebi também que o projeto precisava de mais tempo, para poder colaborar mais concretamente com a moda local. Por isso, escolhi estender por um ano e ampliar as possibilidades do projeto.

EMT: Você, como fotógrafa de moda, percebe no Ceará um ambiente propenso a inovações e criatividade? Como o Estado influenciou o seu crescimento profissional?

R: Sim. Percebo uma nova geração que ama a nossa cidade e estado. Eles focam em ocupar e produzir nesse espaço. Algumas marcas acabam por apenas reproduzir o que é feito fora, outras criam narrativas, histórias e se debruçam em um processo criativo mais rebuscado. Aqui no estado, encontrei espaço inicialmente no mundo na música pra o meu crescimento profissional. Depois demos foco a moda e a grande de quantidade de marcas locais fez com que fosse viável viver e evoluir como fotógrafa de moda. Nos aliamos a marcas que apostaram em imagens conceituais e desenvolvemos editoriais e campanhas que nos orgulhamos.

rafa_entrevista

rafa_entrevista2

EMT: Qual foi (ou está sendo) o seu maior desafio durante o projeto? E quais as principais surpresas no meio do caminho? 

R: No inicio, imaginei que seria difícil ter acesso a tendências internacionais. Mas com o tempo percebi que o maior desafio que tenho tido no projeto é encontrar peças atemporias. Roupas com shapes mais rebuscados e arquitetônicos, acabam sendo mais difíceis de encontrar e consequentemente mais caros. As tendências são encontradas com mais facilidade, já que a maioria dos criativos locais tem acesso e demonstram interesse no que é lançado internacionalmente.

EMT: Como consumidora, você sentiu alguma diferença grande em vestir roupas pensadas e produzidas no seu Estado em comparação aos outros estados e outros países?

R: Vejo que as peças produzidas aqui seguem rapidamente as tendências de fora, nesse ponto estamos sempre atualizadas, mas falta um pouco da atemporalidade para que o nosso armário ganhe peças mais duradouras.

look_casamentoO vestido de noiva (lindíssimo) da Rafa foi criado pela Lisblu

EMT: Como está sendo a recepção do projeto pelas pessoas que acompanham seu trabalho?

R: Estou muito feliz com os feedbacks recebidos e elogios ao projeto. Isso me incentiva e me inspira a montar produções diferentes e autênticas como o meu look para o dia do meu casamento civil!

EMT: O que você diria para as pessoas que, assim como você, querem começar a ter mais contato com a  moda cearense na prática?

R: Diria para  essas pessoas o quão maravilhoso é visitar desde eventos grandiosos como o Dragão Fashion, eventos que compartilhem bons conteúdos, como o MaxiModa, até eventos mais descolados e divertidos como o Babado Coletivo. Esses eventos são os laboratórios da nossa moda local. E também que acompanhem os instas das marcas locais, tem sempre muita peça linda que pode alegrar o seu guarda-roupa!

rafa_entrevista6

+ Acompanhe todos os detalhes do projeto seguindo o Instagram @365diasdemodacearense

UMA INSPIRAÇÃO

Por Clara de Castro

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE