Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Aula de natação no mar: prática faz sucesso em Fortaleza; veja relatos

23 nov 2021 | Lifestyle

Por Rosi Melo

Nada mais revigorante que começar o dia com um banho de mar, sol no rosto e maresia. Foi o desejo de tornar essa prática uma rotina que impulsionou a empresária cearense Alyne do Vale a fazer aulas de natação no mar com o auxílio de um professor particular. A modalidade faz sucesso nas praias de Fortaleza e tem ganhado cada vez mais adeptos que buscam um esporte náutico que é sinônimo de bem-estar.

LEIA MAIS >> Simone Michiles, Janaina Villar e Lara Picanço revelam rotina de exercícios e aceitação de si

Turismo espacial: quanto custa uma viagem privada para órbita da terra? Veja valores da SpaceX

“Faço desde o fim do ano passado, quando houve as primeiras aberturas de esportes ao ar livre depois da primeira onda da pandemia”, explica Alyne, que começou com aulas duas vezes na semana, pela manhã, no Espigão do Náutico. Na capital cearense, já existem assessorias esportivas para a modalidade, mas Alyne inicialmente optou por um professor particular “pois, além de ser mais fácil de ajustar à minha rotina, me passava mais segurança e acompanhava os treinos de perto. Este ano, retornei com o formato de assessoria, também liderada pelo meu professor, no mesmo local, que é maravilhoso”.

A empresária Alyne do Vale faz aulas de natação no espigão do Náutico desde 2020 (Foto: Arquivo pessoal)

Embora faça as aulas sozinha, ela conta que a atividade se tornou uma desculpa para reunir a família na praia. “Todo fim de semana temos ido a família inteira para nadar, andar de caiaque, praticar e habituá-los a nadar em águas abertas, é uma delícia”. “Amo praia, mar, sempre tive muita vontade de fazer algum esporte náutico, porém velejar ou kite não fazem muito meu perfil. Adoro natação, fiz a infância e adolescência inteira e, mais do nunca, nada é mais revigorante do que começar um dia com um banho de mar, vento no rosto, sol… É diferente!”.

Alyne aproveita momento para levar os filhos à praia (Foto: Arquivo pessoal)

Alyne explica que o acompanhamento de uma assessoria esportiva fez toda a diferença no treinamento e nos resultados. “Foi muito importante para me acostumar a nadar sem raia, sem o senso de orientação que a piscina dá, por exemplo. A sensação realmente é indescritível, encontrei meu esporte preferido no mundo“. Melhoria do sistema respiratório e elevação do condicionamento físico são alguns dos benefícios apontados por ela. “Além disso, o bem estar, o bronze e a endorfina vem como bônus extra, rs!”, acrescenta.

Esporte em ascensão

CEO da Sharks, escola de natação no mar que atua em Fortaleza desde 2015, Thiago Macedo revela que decidiu empreender no esporte após perceber uma forte demanda do público. “A oportunidade surgiu através da grande procura de amigos e seguidores da nossa página na época, com interesse em aprofundar as técnicas de natação, participar de competições, superar desafios, entre outros objetivos. Percebemos que poderíamos conseguir aliar tudo isso através de uma prática esportiva prazerosa e muito divertida”.

Thiago Macedo criou empresa especializado em assessoria aquática (Foto: Arquivo pessoal)

As aulas são ministradas por uma equipe multidisciplinar, composta por seis profissionais, sendo quatro professores especialistas em atividades aquáticas para atender diferentes níveis de alunos, um profissional para atender e direcionar os banhistas durante a chegada e outro profissional de apoio de segurança na água, em prancha de stand-up paddle.

Os treinos ocorrem durante a semana e no fim de semana, no espigão do Náutico, com horários no início do dia e no fim da tarde. De acordo com Thiago, a idade mínima para participar das aulas é de quatros anos e, independente da faixa etária, não é preciso saber nadar nem ter experiência com esportes em águas abertas. “É possível aprender do zero. No nosso local de treino, o mar é bem tranquilo em virtude da proteção dos espigões, fica praticamente uma piscina, sem ondas, o que favorece a prática com tranquilidade e segurança”.

Aulas acontecem no Náutico (Foto: Reprodução/Instagram)
Foto: Reprodução/Instagram

CONFIRA TAMBÉM >> Sasha Reeves relembra trajetória empreendedora e fala sobre a aposta no autocuidado

Alexandre Pereira e Bruna Waleska falam sobre paixão pelo ciclismo

Cada aluno entra no mar acompanhado do professor e obrigatoriamente usando flutuadores (boias) que garantem a segurança dentro da água.

Modalidade competitiva

Para a triatleta e treinadora Sâmmia Santiago, a natação no mar vai muito além de um hobby. Campeã cearense, norte-nordeste, brasileira e sul-américa de triathlon, a profissional de educação física concilia as aulas em águas abertas com as competições e o acompanhamento de alunos que buscam se profissionalizar no triathlon.

“Iniciei a natação no mar em 2004, através de um projeto da Fetriece (Federação de Triathlon do Estado do Ceará), fui durante cinco anos da seleção brasileira de triathlon, e através do esporte tive a vontade de cursar educação física. No 5° semestre da faculdade, surgiu uma oportunidade para dar aula de natação no mar, comecei e fiquei até hoje”, compartilha.

Sâmmia comemora 1º lugar na categoria Beach Biathlon do Circuito Rei e Rainha do Mar 2021, realizado em setembro (Foto: Reprodução/Instagram)
Sâmmia Santiago participa e orienta atletas em competições (Foto: Reprodução/Instagram)

Ela explica que os treinos no mar são realizados em turmas individuais ou em grupo, dependendo do objetivo do aluno. “Estamos com alunos de todos os níveis (preparação, iniciante, intermediário e avançado)”.

Foto: Reprodução/Instagram
Aluno faz trajeto até o navio petroleiro Mara Hope que encalhou na costa de Fortaleza (Foto: Reprodução/Instagram)

Thiago Macedo, da Sharks, também participa de eventos competitivos. Desde 2016, a empresa realiza ações para movimentar o trade turístico, como o Swin Trip Jeri, evento que mobiliza centenas de participantes do Brasil e da América Latina em uma expedição de natação em pontos turísticos de Jericoacoara, como a Pedra Furada e a Duna do pôr-do-sol. “Conseguimos agregar, além do esporte, uma programação para toda a família, com atividades para o público em geral. Além de Jericoacoara, realizamos festivais esportivos em Icaraizinho de Amontada-CE e na Praia de Iracema”, comenta.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE