logo

Dermatologista dá dicas para manter o cabelo saudável durante o verão

Por Rosi Melo
Dermatologista dá dicas para manter o cabelo saudável durante o verão
Saiba como deixar os fios hidratados antes, durante e após se expor aos raios solares. Foto: iStock

Tá calor, né? Nesse verão, dá até vontade de curtir uma praia ou uma piscina… Um fato curioso é que muita gente esquece que, além da pele, proteger o cabelo dos raios solares é essencial para evitar danos como o ressecamento, o frizz e a alteração da cor dos fios.

Quem explica melhor é a dermatologista Larissa Soares, do Crisóstomo Hair & Skin Institute:

“O cabelo sofre a exposição solar como a pele. A radiação pode degradar a proteína que a gente chama de queratina, que compõe a massa capilar. Ao abrir a cutícula do fio, o sol o deixa mais fraco e poroso. Aquele aspecto de fio ressecado, sem brilho, quebradiço, sabe?”.

LEIA MAIS >> Essencialmente: Mara Crisóstomo revela como cuidar da mente em tempos modernos

Além disso, a médica explica que a exposição aos raios solares pode acelerar o processo de oxidação da estrutura do cabelo, deixando os fios com uma aparência mais clara. “Quem mais sente isso são os cabelos quimicamente tratados”, alerta.

Dra. Larissa Soares. Foto: Reprodução/Instagram

Como prevenir

Para quem vive em Fortaleza, uma cidade litorânea com altas temperaturas em boa parte do ano, Larissa recomenda duas formas simples de proteger os fios: o uso de produtos sem enxágue com filtro UV como o leave-in, que ajudam a bloquear a penetração dos raios no cabelo, e a proteção mecânica, que envolve a utilização de bonés de aba larga e chapéus com tecidos que refletem a radiação, além de guarda-sóis.

Fugir do sol também é uma boa dica. “É bom evitar a exposição em horários de radiação mais intensa, entre as 9h e as 16h”, acrescenta Larissa.

Mas e se evitar o sol não é uma opção? Se você trabalha no sol ou deseja apenas curtir o fim de semana na praia ou na piscina, não se preocupe. Há cuidados específicos que vão te ajudar a causar menos danos ao cabelo.

O sal do mar e o cloro da piscina, aliados ao sol, danificam os cabelos. Foto: iStock

“Além do sol, o cloro da piscina e o sal do mar também retiram nutrientes e acabam ressecando os fios. Nesse período que tem mais exposição, o ideal é você cuidar antes, durante e depois. Nas semanas que antecedem a exposição, você deve intensificar a hidratação com máscaras de tratamento que podem ser aplicadas em casa ou no salão”, aponta.

Pouco antes de entrar na água, Larissa aconselha que as pessoas utilizem leave-ins no cabelo. Já após o banho, ela indica uma ducha de água doce: “Quanto menos tempo esses produtos ficarem no cabelo, menor vai ser o dano”. Também se deve evitar pentear o cabelo após expô-lo ao sal ou ao cloro, pois ele fica mais vulnerável à quebra nestas circunstâncias. “No pós, basta caprichar na hidratação, usar shampoo com ações nutritivas e, dependendo do dano causado, fazer um tratamento em salão ou clinicas especializadas”, complementa.

Para evitar quebra dos fios, não penteie o cabelo molhado logo após sair do mar ou da piscina. Foto: iStock

Como recuperar

Se você descuidou e já danificou seriamente o cabelo, calma que Larissa tem a solução. “Uma dica é abusar dos produtos de hidratação e fazê-la semanalmente. Os ativos podem repor a água dos fios e deixá-los mais macios. Mass se já tiver um dano maior, pode ser que o cabelo precise de tratamentos para recompor a fibra capilar, procedimentos que repõem lipídios e proteínas e ajudam a devolver a força e a elasticidade do fio”, diz.

Casos especiais

No caso de pacientes calvos, a médica recomenda a aplicação de filtros solares voltados para a pele, de preferência spray, na região da cabeça.

Larissa ainda chama atenção para outro detalhe muito importante na hora de cuidar dos fios: a curvatura responsável por definir cabelos como lisos, cacheados ou crespos. “Por conta do formato dos cachos, os fios tendem a ser mais frágeis e ressecados, porque a oleosidade natural que é produzida na raiz não consegue chegar no comprimento e nas pontas. Nesse caso, eles merecem um cuidado redobrado em relação à exposição quando comparado aos cabelos lisos”.

Veja também