Márcio Aldigueri é inquieto. Por onde vai, está sempre em busca de uma nova inspiração. “Uma parede com uma pintura diferente, um detalhe que encontro em alguma viagem, uma antiguidade, uma instalação que conheço, tudo pode ser repensado e transformado na decoração de uma festa”, conta. É dessa forma, com um olhar apurado e uma pesquisa intensa das últimas tendências, que o decorador constrói o seu rico acervo.

Há quase uma década se dedicando a ornamentar comemorações, ele revela que o diferencial do seu trabalho é a atenção desprendida em cada peça escolhida. “Eu me preocupo sempre em ter uma decoração com objetos muito bem selecionados. Busco muito esse refinamento de detalhes, pois eles fazem toda a diferença”, explica.

Trajetória

Antes de atuar como party designer, Márcio se formou em direito e trabalhou em sua própria marca de bijuterias, cuidando da parte administrativa e também das criações. Mas foi em casa, decorando despretensiosamente as festas dos seus amigos e da sua família, que ele descobriu que o hobby poderia se transformar em empreendimento. “Sempre me coloquei à frente na decoração das festas das pessoas próximas a mim. O aniversário de 15 anos de minhas duas sobrinhas foi na minha própria casa e cuidei de tudo. As pessoas viam meu trabalho e diziam que eu tinha uma vocação real, que deveria investir nisso, e eu ia deixando para depois”, conta. “Até que surgiu a oportunidade de decorar o casamento de uma prima que iria se casar em tempo recorde, 3 meses. Encarei o desafio, fiz e foi um sucesso. Depois dali, percebi que poderia seguir adiante”, lembra.

Desafios

Após abraçar a profissão, Márcio passou a fazer vários cursos na área do design e da arquitetura de interiores, buscando aperfeiçoar o que já amava há tantos anos. Para ele, o maior desafio é captar a essência do cliente e se reciclar para atender a todos os tipos de público. “Lido com momentos inesquecíveis nas vidas das pessoas, então elas precisam ser atendidas exatamente como sonham. Em seus diferentes estilos e com as suas diferentes vontades”, explica.

Fotos: Reprodução/Instagram