Sentar, respirar e não pensar em absolutamente nada. É natural que as pessoas tenham dificuldade de chegar a estados meditativos, principalmente no momento inquietante em que vivemos. Mas, de fato, meditar não é impossível, na verdade funciona como qualquer exercício e requer prática constante. De Passagem por Fortaleza, a venerável Monja Ani Zamba Chözom, ordenada pela tradição budista há 50 anos, comanda o Retiro “Dança das Emoções”, no Espaço Clara Luz e esclarece como o silêncio é essencial para a vida cotidiana.

Durante o segundo dia de retiro, estivemos por lá e pudemos sentir a energia positiva emanar pela sala, enquanto Ani conversava com o público, direcionando-o da melhor forma. Segundo ela, é importante salientar que a meditação transcende religiões, sendo acessível a pessoas de qualquer fé, ou até para quem crê apenas em um vida material.

Estar com a Monja serviu também como um pontapé inicial para nosso próximo projeto, o “Essencialmente”, uma série de entrevistas com especialistas e entusiastas de uma vida com equilíbrio físico, mental e espiritual. Em breve, no nosso Canal do Youtube.

EQUILÍBRIO