Faltando menos de dois meses para o Carnaval, que este ano acontece no início março, conversamos com Rose Batista, uma amante da folia, para relembrar memórias especiais.

Confira o depoimento dela:

“Acho que minha história com o carnaval e com o samba foi uma herança do meu pai, que nasceu no Rio de Janeiro e adotou Fortaleza como sua terra. Desde criança participava dos bailes infantis, saindo nos blocos com minhas irmãs… Depois lembro que tinha festa na sexta-feira no Iate Clube, no sábado e no domingo no Náutico, e  segunda era no Country, que só consegui ir uma vez, porque meus pais não deixavam. A festa de terça-feira, no Náutico, encerrava o Carnaval. Também participei de alguns carnavais fora de época como o Fortal e o Carnatal e por dois anos, junto com amigos, criamos o bloco “Quem sobe não desce”, que animou muito nosso pré-carnaval”.

Rose Batista, no meio, durante festa no Iate Clube. Foto: Arquivo pessoal

Rose, no meio, durante pré-carnaval no Shopping RioMar Fortaleza em 2018. Foto: Reprodução/Instagram