logo
PUBLIEDITORIAL

Nutricionista explica como ter alimentação saudável sem gastar muito

Por Redação
Nutricionista explica como ter alimentação saudável sem gastar muito
Saber preparar algumas refeições básicas ajuda a seguir uma rotina alimentar ideal, pois a comida feita em casa pode ser mais barata e saudável (Foto:Unsplash)

Esqueça essa ideia de que para ter uma alimentação saudável é preciso gastar muito com produtos caros e difíceis de encontrar. A reeducação alimentar envolve mudanças que precisam ser acessíveis para todos os bolsos e, com ajuda profissional, é possível encontrar soluções simples e viáveis, afinal comida barata também pode ser saudável. 

Os alimentos in natura são aqueles que não passaram por nenhum tipo de processamento industrial e mantêm a maior parte dos nutrientes que o corpo precisa para ter saciedade e energia. E a boa notícia é que são também os produtos mais baratos que você vai encontrar nas feiras e supermercados. Sim, as frutas, verduras e legumes da estação são as melhores opções para montar um plano alimentar nutritivo e variado.

LEIA MAIS >> Conheça os benefícios das atividades ao ar livre para as crianças

Cozinha para ler e saborear: cinco livros e pratos que combinam perfeitamente

É melhor investir nas opções naturais do que em produtos ultraprocessados, porque tornam o processo de emagrecimento mais eficiente a longo prazo. E não precisa ter medo das calorias se elas estão distribuídas de forma equilibrada. A nutricionista clínica do Núcleo Sesc Saúde, Thayse Guilherme Lima,  explica que os alimentos naturais são melhor absorvidos pelo corpo e que, com o armazenamento correto, podem ser preservados por mais tempo com grande parte dos nutrientes.

Frutas, verduras e legumes da estação costumam ser alimentos baratos e têm grande valor nutricional. (Foto:Unsplash)

“O melhor light são as frutas, legumes e verduras com baixo teor de gorduras, açúcares e de uma maneira muito mais natural. A biodisponibilidade presente em alimentos in natura é bem maior do que nos alimentos processados. Nós absorvemos muito mais o ferro, o zinco, o magnésio das frutas, verduras e legumes do que de uma barrinha de cereal ou de um alimento em pacote, enlatado, embutido”, explica a nutricionista.

“As frutas da estação podem ser um lanche mais barato do que um biscoito, salgadinho de pacote, bebidas lácteas, que muitas vezes fingem ter um conteúdo nutricional saudável, mas, quando você compara ao alimento in natura, não têm grandes benefícios nutricionais”,

afirma Thayse Lima.

E se você tem dúvidas de como fazer as substituições corretas, a orientação nutricional é um dos serviços do Núcleo Sesc Saúde que podem ser agendados com o Cartão Sesc.

Com o plano alimentar em mãos, fica mais fácil também fazer escolhas e desenvolver suas próprias receitas. Fazendo o preparo correto, cabem os pratos regionais que fazem parte da cultura alimentar nordestina, como o cuscuz e a tapioca. “A alimentação tem seu papel econômico, social, político, por isso resgatar a tradição cultural faz parte de uma vida saudável”. 

Preparando comida saudável

Saber preparar algumas refeições básicas ajuda a seguir uma rotina alimentar ideal, pois a comida feita em casa pode ser mais barata e saudável. Para quem nunca se arriscou na cozinha, ser capaz de preparar a própria comida é algo transformador, explica a gastrônoma e instrutora dos cursos de Gastronomia do Senac, Lussandra Gurgel

Pedir comida por delivery pode trazer praticidade, mas tira o poder de escolha dos ingredientes e também do preparo, que pode trazer momentos de integração com a família. “A cozinha anda muito casada com a afetividade, é um lugar de transformação, de agregar”, incentiva ela. 

No curso de Culinária para iniciantes, o passo-a-passo é ensinado do nível mais básico para que todos os alunos da turma possam acompanhar. “O aluno aprende as técnicas mais básicas da culinária para arroz, feijão, tipos de carne, grelhados, assados, grelhados, cozidos. Sobremesas básicas como bolos. Vai aprender as bases para aumentar o leque de habilidades para desenvolver ao longo da vida”, afirma Lussandra.

Veja também