O Dia Internacional da Mulher na Advance, em Fortaleza, foi bem diferente. Ao invés de presentear suas funcionárias com rosas e chocolates, por exemplo, a empresa apostou em mensagens de empoderamento feminino, ao surpreender as advancers com uma camiseta estampada com a frase “Lute como uma garota” e uma aula de treinamento em jiu-jitsu, trazendo dicas de defesa pessoal em caso de assédio.

“Nossa proposta com essa ação era reforçar a autoestima e o orgulho que as mulheres devem ter de desempenharem suas atividades ‘como garotas’, termo que, por muitas vezes, foi utilizado de forma pejorativa. A Advance é uma empresa que, além de ter sido fundada por uma mulher, possui uma maioria de mulheres em cargos de liderança. Por isso, ressaltar a luta diária de nós mulheres, nos mais diversos âmbitos, não poderia ficar de fora desse dia”, detalha Eliziane Colares, sócia-fundadora da empresa.

Um dos temas abordados pela Advance na ação foi o feminicídio. Pesquisas mostram que só nos dois primeiros meses de 2019, foram registrados mais de 126 assassinatos de mulheres e 67 tentativas de feminicídio no País.

De acordo com Eliziane, as mulheres precisam se sentir confiantes para se protegerem de possíveis agressões. “Um dos incidentes de maior repercussão nos últimos tempos, foi o da paisagista carioca agredida por horas, que só sobreviveu porque conseguiu se defender de alguns golpes fatais no pescoço e na face. O depoimento dela só nos mostra que saber o básico de autodefesa pode nos ajudar a salvar nossas vidas, já que ficamos menos vulneráveis e mais autoconfiantes”, conta.

Fotos: Divulgação