Duas brasileiras entraram na lista das cem mulheres mais influentes e inspiradoras de 2019, segundo a BBC. Foram elas, a filosofa Djamila Ribeiro e a deputada federal Tabata Amaral. A iniciativa também faz uma indagação: como seria o futuro conduzido por mulheres?

Djamila, que participa nesta quarta-feira (19), do Mundo Unifor, tem 39 anos e é uma vozes mais influentes pelo movimento dos direitos das mulheres negras. Formada pela USP, se dedica ao ativismo em temas como racismo, feminismos e empoderamento. Autora de Quem tem Medo do Feminismo Negro? e O Que é Lugar de Fala? e prestes a lançar Pequeno Manual Antirracista, a escritora é fundadora do selo editorial Sueli Carneiro.

Já Tabata, de 25 anos, é uma das mais jovens a compor o Congresso brasileiro. Foi eleita com 264.450 votos em 2018 como deputada federal, pelo PDT. Nasceu na periferia de São Paulo e ganhou medalhas em concursos de matemática, astronomia, física e robótica. Recebeu uma bolsa para estudar na Universidade Harvard, nos Estados Unidos, onde se formou em Ciência Política e Astrofísica.