logo

Náutico irá ganhar teatro, dois novos restaurantes e uma cafeteria até o fim de 2020

Por Jacqueline Nóbrega
Náutico irá ganhar teatro, dois novos restaurantes e uma cafeteria até o fim de 2020

Com projeto assinado pelo arquiteto e sócio do clube Luiz Deusdara, o Náutico irá receber um teatro, dois novos restaurantes e uma cafeteria até o fim de 2020.

LEIA MAIS >> Náutico Atlético Cearense celebra 90 anos com solenidade especial; confira os cliques

Aniversário de 90 anos do Náutico Atlético Cearense é comemorado em sessão solene na Assembléia Legislativa

A informação foi confirmada pelo presidente do tradicional clube, Jardson Cruz, em entrevista ao Site MT.

“O teatro receberá o nome de Pedro Coelho de Araújo, em homenagem ao primeiro presidente e fundador do clube. Ele terá 250 lugares, a princípio, e vai ser multiuso. Vai ter iluminação nova, será climatizado, terá serviço audiovisual. A ideia é que o teatro receba shows, filmes, peças e até recepção de eventos, já que as poltronas serão removíveis”, contou Jardson.

O presidente do clube, Jardson Cruz, espero que o complexo gastronômico e cultural atraia novos sócios para o Náutico

O atual restaurante dará lugar a uma cafeteria, que será aberta ao público e aos sócios. Já os dois novos restaurantes do clube terão perfis diferentes. Um será mais casual, “estilo barzinho”, de acordo com o presidente, e o outro mais clássico.

O investimento total do projeto é de R$ 12 milhões, ainda segundo Jardson, que informou que eles ainda estão nos últimos ajustes com investidores espanhóis.

“O investimento vem de um grupo espanhol com expertise internacional e tem mais de 50 restaurantes”.

O presidente fez questão de salientar que não haverá mudança arquitetônica no clube, que foi tombado pelo município de Fortaleza em 2012.

Jardson ainda adiantou que as obras iniciam ainda em janeiro e a expectativa é que terminem até dezembro deste ano. O objetivo, com o projeto, é atrair novos sócios. “No passado éramos 16 mil sócios. Atualmente somos apenas 2 mil. Estamos sem dívidas, mas queremos que o clube seja rentável”.

Veja também