O domingo (1º) é marcado como o Dia Mundial de Combate a AIDS. A data, além da conscientização, levanta o debate em torno do tema. Somente em 2018, cerca de 320 crianças e adolescentes morreram a cada dia, 13 por hora, em decorrência de causas relacionados à síndrome, de acordo com um panorama global sobre crianças, HIV e AIDS divulgado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef)

Para promover o debate e mostrar histórias que falam sobre o tema, selecionamos cinco filmes como sugestão que tratam da doença em seu enredo. Alguns deles podem ser assistidos pela Netflix. Confira:

Filadélfia (1993)

Quando Andrew Beckett (Tom Hanks), um promissor advogado, descobre estar infectado pelo HIV, sua vida muda completamente, começando por sua demissão no escritório onde trabalhava. Para enfrentar a discriminação, ele contrata Joe Miller, interpretado por Denzel Washington, um advogado negro e homofóbico. O filme hollywoodiano é um dos primeiros a falar abertamente sobre o assunto, com muita sensibilidade, abordando os desafios da doença e do preconceito enfrentado pelos homossexuais.

Cazuza (2004)

A vida de um dos maiores cantores brasileiros retratada sem rodeios. Daniel de Oliveira dá vida a Cazuza, contando a biografia do cantor que encantou uma geração, do inicio de sua carreira até a sua morte, causada pela aids, mostrando sua vida exagerada e cheia de aventuras.

Clube de Compras Dallas (2013)

Aclamado pelos críticos, recebendo mais de 40 prêmios e seis indicações ao Oscar, Clube de Compras Dallas se passa no ano de 1986 e conta a história de Ron Woodroof, vivido por Matthew McConaughey, um eletricista heterossexual que vivia à margem da lei, numa rotina baseada em muito sexo e drogas. Depois de um acidente de carro, ele descobre ser portador de HIV e começa uma incessante batalha contra a indústria farmacêutica estadunidense em busca dos medicamentos alternativos não-autorizados pelo governo. Sua jornada é traçada ao lado de Rayon, uma mulher trans interpretada por Jared Leto. O filme é baseado em fatos reais.

Boa Sorte, João (2014)

O longa brasileiro, estrelado por Deborah Secco e João Pedro Zappa, retrata as diferentes e inusitadas formas de se encontrar o amor. A história de dois jovens que se encontram em uma clínica psiquiátrica e acabam se apaixonando retrata as dificuldades de viver com duas doenças cercadas de tabus: a aids e a depressão.

Meu Querido Companheiro (1990)

O filme conta a história de um grupo de amigos homossexuais que descobre a doença e começa a lidar de forma coletiva com as dificuldades que procedem o diagnóstico. O longa aborda a aids de forma direta, com várias reflexões sobre a prevenção sexual.