Com mais de 21 mil seguidores, a cearense Camila Nogueira ganha cada vez mais admiradores em seu perfil do Instagram, que gostam de acompanhar o dia a dia da digital influencer e sua rotina com a pequena Sofia, sua filha. Apesar da pouca idade (ela acabou de completar 22 anos), a trajetória de Camila é de sucesso. Em entrevista ao site Márcia Travessoni, ela contou que iniciou sua jornada nas redes sociais de forma orgânica, sem nem imaginar que isso poderia se tornar uma profissão.

Camila Nogueira segura a filha, Sofia

“Nunca pensei em trabalhar como influencer, começou de forma natural. Sempre gostei de publicar conteúdo, dar dicas e os seguidores foram aparecendo, a troca passou a ser muito legal. Eles foram perguntando e eu respondendo. Em 2019, desde fevereiro, tenho recebido muitas propostas de trabalho, e agora tenho dado uma profissionalizada, mas ainda é uma coisa bem natural”, faz questão de frisar.

Leia mais:
.Maria Eugênia Ventura fala de seu grupo de resgate, Patas Juntas, e defende a adoção responsável de animais; confira entrevista

Antes de engravidar da filha, Camila trabalhava com o pai. Agora se dedica à sua rotina e aos afazeres da pequena Sofia. “Hoje em dia as redes sociais são meu trabalho, mas ao mesmo tempo eu que faço meus horários, então fica tudo mais leve. Faço tudo conforme os horários dela. Primeiro a rotina dela, depois a minha. Como não tenho horário para cumprir, consigo me planejar e dar tudo certo”.

Camila consegue dividir seu conteúdo em diversos temas. No entanto, os cuidados com a Sofia, as dicas de produtos e a receitinhas, fitness ou não, é o que mais faz sucesso com o seu público. “Toda vez que eu publico dicas e receitas, as pessoas perguntam mais, o retorno é muito bom”.

Ela ainda relembra que em 2015, antes mesmo de sua gravidez, foi a primeira vez que foi reconhecida em público por seu trabalho como influencer. “Foi durante um bloquinho de rua, no Carnaval. Três meninas me abordaram e me reconheceram. Pediram para bater foto e foi muito diferente. Nunca tinha passado por isso, mas foi bem legal. Depois disso aconteceram vários episódios, mas essa foi a primeira vez que me reconheceram”.

“Eu acho que o que faz as pessoas me seguirem é meu ponto de vista e a minha naturalidade. Muita vezes eu não recebo dinheiro para postar, quando eu realmente gosto de uma coisa eu vou lá e publico. Eu não tenho problema com isso. Também posto a minha realidade, o meu dia a dia. É porque esse meio é muito poluído. Tem gente que inventa algumas coisas… Não acho que isso seja bacana, jamais trabalharia dessa forma”, completa ainda Camila, que gosta de acompanhar no Instagram nomes como Ingrid Machado, Camila Lima e Luiza Helena.

Para 2019, ela planeja focar ainda mais no Instagram, se profissionalizar na área e até investir em cursos, para tentar trazer um conteúdo que faça a diferença.