Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Cinco passos para cuidar de Fortaleza sem sair de casa

13 abr 2021 | Lifestyle

Por Redação

Em 2021, Fortaleza completou 295 anos de história (Foto: Divulgação)

Você já experienciou Fortaleza? Tomou aquele banho de mar, passeou pelo Centro, apreciou as comidas típicas, se divertiu pela região… A saudade de explorar a capital do Ceará é grande no período de isolamento social, medida necessária para o combate da Covid-19, mas apesar de estarmos distantes das ruas da cidade não podemos deixar de zelar por ela. Nesta terça-feira (13), dia em que Fortaleza completa 295 anos de história, confira cinco passos para cuidar do município sem sair de casa.

LEIA MAIS >> Gentil Barreira resgata a memória de Fortaleza por meio do olhar fotográfico

Celina Hissa ministra palestra online sobre o futuro da moda pós-pandemia; saiba como assistir

1 – Converse com o próximo

A dica é da arquiteta Laura Rios, que comanda a empresa Estar Urbano ao lado de Liana Feingold. Segundo ela, a relação dos cidadãos com a cidade está diretamente ligada às relações sociais. “Acho que uma boa tarefa que todo mundo pode fazer de casa é perguntar para o vizinho se ele está bem. Você pode interfonar ou mandar uma mensagem pelo WhatsApp, por exemplo. Pergunta ‘está tudo bem por aí? Você está precisando de alguma coisa’? Esse é o momento da gente se reconectar por meio das palavras“, opina.

A arquiteta Laura Rios comanda a empresa Estar Urbano (Foto: Arquivo Pessoal)

De acordo com ela, todas as vivências que experimentamos no espaço urbano, partem de um princípio subjetivo, mas têm uma consequência coletiva. “Vocês só vai se importar e tomar alguma atitude, alguma ação, se você tiver uma relação e afeto com aquele espaço. Temos que levar esse princípio mais para o nosso cotidiano, para nossa vida pessoal, inclusive essa relação de troca”, comenta.

2 – Adote uma planta

Sabia que pequenas ações podem ajudar a cidade a tornar-se cada vez mais verde? Por meio do projeto “Árvore na Minha Calçada”, a Prefeitura de Fortaleza realiza o plantio de mudas e, em troca, o cidadão se compromete a cuidar da planta. O projeto é coordenado pela Secretaria Municipal do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) e faz parte do Plano de Arborização da cidade, instrumento que ordena, realiza e incentiva o plantio de espécies nativas e frutíferas.

A advogada Luciana Lobo é titular da Secretaria Municipal do Urbanismo e Meio Ambiente (Foto: Divulgação)

Luciana Lobo, titular da Seuma, afirma que a ideia é ampliar a cobertura arbórea de Fortaleza a partir do incentivo e do interesse da população. “Apesar do nome ser árvore na minha calçada, o cidadão também pode cuidar de uma muda dentro de um prédio ou dentro da sua casa. Entre 2013 e 2020, tivemos a adoção de mais de 230 mil unidades de mudas e árvores”, afirma.

Atenção na hora de adotar uma muda, principalmente se ela for de grande porte ou frutífera, uma orientação é necessária para realizar essa benfeitoria. “É feita uma análise para ver o que se adapta para aquela localização. Se for em calçada, a gente tem cuidado de colocar uma árvore que as raízes não fiquem muito profundas e não desgastem a calçada, por exemplo”, explica Luciana.

Mais informações: Acesse o canal Urbanismo e Meio Ambiente ou entre em contato pelo plano.arborizacao@seuma.fortaleza.ce.gov.br e WhatsApp (85) 98814384.

3 – Cuide de uma área verde

Outro projeto da Prefeitura de Fortaleza, “Adoção de Praças e Áreas Verdes” tem o objetivo de efetivar a responsabilidade compartilhada na gestão dos espaços públicos na cidade. “Atualmente, temos 472 espaços públicos da cidade que são adotados. O que que significa essa adoção? Uma pessoa física, ou pessoa jurídica, assume o compromisso de cuidar daquele espaço. Pode ser desde um canteiro até uma praça. O importante é manter o compromisso”, comenta a titular da Seuma.

A praça Martins Dourado, localizada no Cocó, é um case de sucesso do projeto (Foto: Divulgação)

Para participar do projeto é preciso preencher um requerimento, assim como providenciar os documentos necessários para a adoção de um espaço específico da cidade. Confira mais informações no site da Prefeitura.

4 – Use os Ecopontos

Os Ecopontos são espaços adequados para o descarte correto de pequenas proporções de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. Como parte das políticas voltadas à gestão responsável de resíduos sólidos na Capital, a Prefeitura já instalou os equipamentos em todas as Regionais. Eles contam com caçambas para coleta e estrutura administrativa de trabalho para as equipes de limpeza urbana, fiscalização e monitoramento. Clique aqui para conferir a lista de Ecopontos.

Os ecopontos são espaços que permitem à população o descarte de resíduos, possibilitando a coleta seletiva (Foto: Divulgação)

5 – Seja participativo

Observar Fortaleza com a mesma atenção que olhamos para as nossas casas é um bom exercício para cuidarmos mais da cidade. Está faltando uma placa na rua? Os asfalto precisa de pintura? Nesse contexto, a informação pode ser uma grande aliada. Se você está pensando em fazer alguma benfeitoria na cidade, procure orientação. “Compreendo que para o cidadão é difícil saber quem ele deve procurar em uma determinada necessidade, mas uma recomendação é ligar para o 156 que é a Ouvidoria Geral do município. Assim, você será encaminhado ao órgão responsável”, orienta Luciana Lobo.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE