logo

Leninha Campos compartilha fotos de Carnavais antigos nos clubes de Fortaleza

Por Redação
Leninha Campos compartilha fotos de Carnavais antigos nos clubes de Fortaleza
Leninha Campos no Carnaval da Saudade, do Náutico. (Foto: Arquivo Pessoal)

As festas de Carnaval nos clubes de Fortaleza tiveram o auge entre os anos 1950 e 1970. Nessa época, famílias tradicionais da capital cearense caprichavam nas fantasias para pular ao som das marchinhas. Brincante saudosa desses tempos, a cearense Marilena Campos, conhecida carinhosamente como Leninha Campos, compartilhou, com o Site MT, registros da infância e adolescência no Carnavais em clubes. Leninha é também uma das entrevistadas no primeiro episódio da série especial de podcasts sobre o Carnaval de Fortaleza.

LEIA MAIS >> MT Cast #30: a origem do Carnaval em Fortaleza

Seis filmes e documentários sobre o Carnaval brasileiro

Leninha começou a brincar carnaval por influência do próprio pai, Raimundo Pinto, que levava a família para os bailes de carnaval da cidade. 

O Ideal Clube era um dos destinos da família de Leninha Campos no Carnaval. (Foto: Arquivo pessoal)
Leninha Campos em registro no Carnaval do Náutico, clube famoso até hoje pelos bailes de carnaval. (Foto: Arquivo Pessoal)

Segundo Leninha, Raimundo Pinto era sócio dos clubes, além de fazer parte da diretoria de alguns também. Dessa forma, a participação familiar rendia uma agenda cheia para a família, que à tarde frequentava os desfiles no corso, na Avenida Dom Manoel, e à noite, os bailes.  

Leninha Campos e o irmão caçula, com as fantasias elaboradas pela mãe deles. A dupla ia com a família aos Carnavais dos clubes. (Foto: Arquivo Pessoal)

“Nós íamos fantasiados no para-choque do carro. A ideia era nos mostrarmos mesmo. Nos desfiles do corso, dávamos várias voltas, era muito comum ir para as festas sentados no para-choque dos carros. Ocasionalmente subia um amigo, desfilava conosco. Era muito divertido”, relembra. A família frequentava o Ideal CLube, Clube Líbano, Náutico, Country Clube e Maguary

Na adolescência, conta, frequentava bailes carnavalescos com as amigas. “Fomos ao primeiro baile do Havaí, e ao primeiro baile da Saudade do Náutico”, relembra. 

Leninha Campos e amigas. (Foto: Arquivo Pessoal)

Apesar de adorar Carnaval, Leninha diz que não frequenta mais os bailes como outrora. Atualmente, pontua, prefere aproveitar a data com um almoço entre amigas da época dos clubes. Elas sempre se reúnem, organizam um tema e se fantasiam para aproveitar a data.  

Veja também