logo

Oito passos para organizar a casa e renovar a energia do ambiente

Por Redação
Oito passos para organizar a casa e renovar a energia do ambiente

O tempo extra em casa que milhares de pessoas estão tendo devido ao isolamento social para combater a pandemia de coronavírus tem estimulado diversas atividades novas, e arrumar ambientes da casa tem sido uma tarefa assumida por muita gente.

LEIA MAIS >> Máscaras caseiras e rotinas de skincare para testar no período de isolamento

“Gosto de harmonizar casas e vidas”, revela Erica Portugal no projeto “Essencialmente”

É preciso, contudo, ter cuidado, uma vez que iniciar a organização de um espaço sem critérios pode acabar transformando a atividade em um estresse, segundo orienta a designer de interiores Érica Portugal, que é também consultora de Feng Shui e harmonia da casa. “Não adianta achar que só porque você está em casa pode sair mexendo em tudo de uma vez, sem critérios, porque isso vai te enlouquecer”, explica.

Veja os passos para organizar a casa:

  • Planeje e liste os ambientes

Faça uma lista com todos os ambientes da casa, incluindo cômodos como banheiro, hall e garagem. “O ideal é listar enquanto olha para cada um desses ambientes”, aconselha Érica.

  • Selecione o que será organizado

Escolha se a arrumação vai iniciar pelo quarto, sala ou closet, por exemplo. “Não comece por uma gaveta em um quarto, e depois um armário em outro e depois na cozinha. Isso vai te desgastar muito, em nível de energia física, mental e espiritual”, orienta. O ideal, segundo Érica, é começar pelo ambiente que mais tem chamado sua atenção nos últimos tempos.

Escolha apenas um ambiente para iniciar a organização. (Foto: iStock)
  • Setorize o espaço

Se você definiu, por exemplo, que vai arrumar o quarto, selecione um setor daquele ambiente para ser organizado, como o guarda roupa, o móvel da TV ou a mesa de cabeceira. “Escolha uma coisa pequena. Se for o closet, pegue um setor dele, como gavetas ou a sapateira”, indica.

  • Desocupe o lugar

Tire o que estiver naquele local e distribua no chão. Isso vai ajudar na visualização dos objetos.

  • Escolha o que fica e o que vai embora

Os objetos retirados do ambiente ou espaço serão separados em quatro categorias:
– o que será jogado no lixo, e já vai para uma sacola apropriada;
– o que permanecerá e de fato é utilizado;
– os itens que precisam ser consertados ou ajustados para, depois, serem usados;
– o que será doado.


“Seja criterioso com tudo, principalmente com o que vai ser doado, veja se está em bom estado”, lembra a designer de interiores.

Separe os objetos em quatro categorias e descarte no lixo o que não vai ficar. (Foto: iStock)
  • Limpe

Tanto o espaço quanto os objetos devem ser limpos nessa etapa. “Recomendo uma solução de água, álcool e vinagre, que desinfeta, seca rápido e evita o mofo”, ensina Érica.

  • Reorganize

Após limpar, é hora de reorganizar o que ficou, buscando uma forma em que os objetos fiquem todos visíveis e mantendo apenas aquilo que é realmente necessário. “Vai ser um ambiente em que a energia circula melhor, você vai sentir mais à vontade, será mais fácil de limpar”, lista a profissional.

  • Agradeça

Celebrar a conclusão da arrumação, por menor que tenha sido o espaço, é uma etapa importante para encerrar, argumenta Érica. “Olhe para o espaço, agradeça por ter ele, pela força física que você teve para arrumar e de poder ter reorganizado aquilo. Agradeça pelas coisas que vai doar, porque foram úteis para você e agora serão úteis para alguém. Agradeça ao universo, Deus ou em quem você confia e acredita. Comemore”, diz.

Após finalizar tudo, agradeça pelo que fez e pelo ambiente que você tem. (Foto: iStock)

Dicas extras

Busque força: ambientes parados há muito tempo concentram energia estagnada, segundo Érica Portugal, força que ela diz atuar como um parasita em casa. “Seu inconsciente vai mandar mensagens para não fazer aquilo, mas faça uma força extra para arrumar”.

Faça pausas: monitorar o tempo é importante para que a atividade não consuma todo o dia. Faça pausas para lavar as mãos, beber água e descansar um pouco.

Ponha uma música: escolha uma boa playlist para animar a atividade.

Energize: após a etapa do agradecimento, Érica Portugal costuma borrifar o ambiente com uma solução de água e lavanda, que renova o espaço e as energias que circulam ali. “Você pode usar água benta ou abençoar a própria água, fazendo o símbolo do reiki (mãos na altura do peito, com as palmas de frente uma para a outra)”, ensina.

Cuidado com o descarte: atenção à quantidade de lixo que a limpeza pode gerar, e não descarte o material no lixo comum. Separe em um ambiente da casa e, assim que possível, encaminhe para um posto de coleta seletiva.

Veja também