Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Paty Santiago Rocha conta como transformou a varanda em academia para cuidar da saúde mental

19 mar 2021 | Lifestyle

Por Jacqueline Nóbrega

Advogada, designer e estudante de Arquitetura, Patrícia Santiago Rocha carrega também o título de influenciadora digital e cresceu bastante nas redes sociais, especialmente nos últimos meses. No Instagram, ela compartilha os bastidores das inúmeras facetas e da rotina, com destaque para os exercícios físicos. Esse momento do cotidiano de Patrícia ganhou relevância maior há um ano, com o início da pandemia, em que ela resolveu se exercitar em casa. 

LEIA MAIS >> Padre Eugênio Pacelli fala de nova missão à frente do Mosteiro dos Jesuítas

Vanessa Custódio faz sucesso em SP com técnica cearense de bronzeamento

Em março do ano passado, quando percebeu que a situação da Covid-19 iria se agravar no Estado e com a imposição do isolamento social, ela comprou o primeiro item da sua academia privada, uma bicicleta de spinning, e começou a fazer aulas com um professor por meio da plataforma Zoom.

“A esteira era mais cara e ocuparia mais espaço. Meu professor da academia começou a dar aulas pela internet. De lá pra cá ele vem aprimorando muito as técnicas de apresentação de aula. Eu amo e isso facilitou muito porque eu sempre tinha um horário marcado com ele”, explica.  

Em seguida, Patrícia continuou: comprou halteres, corda, liga extensora, colchonete, bola, step… “Fui fazendo a minha academiazinha com o que eu achava que era o suficiente, importante pra eu manter meu corpo, conquistar meus objetivos e manter minha saúde mental em dia”, relata.

Em março do ano passado, quando percebeu que a situação da Covid-19 iria se agravar no Estado, Paty comprou o primeiro item da sua academia privada. (Foto: Arquivo Pessoal)

No início, o marido a questionou sobre a “bagunça que ficaria na casa” com tantos equipamentos para se exercitar. “Mas ele foi vendo que realmente aquilo ali me fazia muito bem, e se isso me faz bem, faz bem a ele também, né? Então parou de implicar, hoje em dia a gente já é totalmente acostumado com os equipamentos que ficam na varanda, é o meu localzinho. Tem os locais dele na casa, e aquele é o meu”, estabelece Patrícia.

Desde o início do isolamento, ano passado, Patrícia montou uma espécie de academia particular na varanda de casa (Foto: Arquivo pessoal)

Ao Site MT, ela conta que consegue um bom resultado com muito foco e disciplina. São, no mínimo, dois treinos por dia. “Mas não é algo que é um esforço pra mim, sabe? A minha mãe fala ‘Tá bom, não precisa, já tá magra’. Não é por isso, é porque realmente é o que eu gosto, me faz bem, é o meu momento”.

“Ali não é a Patrícia mãe, não é a Patrícia esposa, não é a Patrícia patroa, é o momento a Patrícia, sabe? Acho muito importante pra minha sanidade mental ter o meu momento, coloco uma música, me concentro nos exercícios, foco nos resultados e tem dado muito certo”, atesta.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE