logo

Saiba como escolher o estofado ideal para casa com pets

Por Tainã Maciel
Saiba como escolher o estofado ideal para casa com pets
Cláudia Alexandre, da Estofaria Ambientação & Design, orienta dicas sobre sofás em casas com animais (Foto: iStock)

Não é novidade que sofás e estofados em geral são alguns dos lugares favoritos dos animais de estimação. Gatos e cachorros sempre recorrem a estes cantinhos para descansar ou fazer bagunça. Por isso, o ideal é que os tecidos usados nos móveis sejam resistentes e fáceis de limpar. Confira as dicas de Cláudia Alexandre, head da Estofaria Ambientação & Design, sobre as melhores escolhas para quem tem pets em casa.

Antes de tudo é preciso saber que nenhum revestimento ou tecido estará totalmente imune às peripécias dos bichinhos. Porém, existem várias opções resistentes, que contribuem para uma vivência harmônica entre animais e a decoração da casa.

LEIA MAIS >> MinhaEstofaria: Cláudia Alexandre assina projeto para Camarada Camarão

Campanha solidária premia profissionais da Casa Cor Ceará com cota no Hard Rock Hotel

Os tecidos de estofado mais indicado para quem tem pets são as lonitas e sarjas, por serem mais resistentes. “Até tem outros tecidos no mercado, mas não têm a mesma resistência que esses”, afirma Cláudia.

Os revestimentos com trama fechada, como os suedes, veludos e acquablocks, também são bons para quem tem animais. “Se os pets tentarem enfiar as unhas a probabilidade do tecido voltar ao normal é muito maior. Quando são tecidos com trama mais abertas, como linho, quando eles puxam o fio danifica”, diz.

Sofás de couro produzido pela Estofaria (Foto: Divulgação)

Para quem tem receio da combinação sofá de couro e animais na casa, uma boa notícia: por não ter trama, o couro é um revestimento mais firme tornando-se também uma opção recomendada. Porém, Cláudia lembra que nenhum material é impenetrável e completamente resistente.

Head da Estofaria, Cláudia Alexandre afirma que nenhum material é totalmente resistente aos pets, mas existem opções mais duradouras. (Foto: Alex Campêlo)

Limpeza e manutenção

Em relação a manutenção do sofá, o couro e os revestimentos com trama mais fechada não acumulam tantos pelos facilitando a limpeza. “É como se o pelo não penetrasse no sofá, você pode retirá-lo aspirando ou com uma esponja macia”.

Cláudia também dá uma dica para quem deseja evitar dor de cabeça com o xixi dos animais. “O ideal é que seja feita uma blindagem no tecido do sofá, mas isso deve ser feito por empresas confiáveis, devido ao uso de materiais inflamáveis. Somente após anos no mercado, tive confiança para indicar empresas que realizam esse procedimento”.

Área interna e externa

Mobiliar a casa é um trabalho que merece atenção. Para quem possui uma área externa na residência, o cuidado deve ser ainda maior. O sofá pode estar sujeito às intempéries, como chuva, sol e umidade. A diversidade de formatos, materiais e tecidos também podem dificultar a decisão.

Segundo a head da Estofaria Ambientação & Design, os suedes e veludos são indicados para ambientes internos e os acquablocks, feitos de poliéster e algodão, são recomendados para ambientes externos.

Diversas opções de veludo disponíveis na Estofaria (Foto: Divulgação)

Além dos tecidos, capas de proteção podem ser peças-chave para auxiliar na preservação do móvel. “Em áreas externas que não pegam sol recomenda-se capa com plástico flexível transparente e nas áreas externas abertas, como piscinas, utiliza-se material de toldo, um vinil apropriado para resistir ao sol e chuva”, diz Cláudia.

Para áreas internas da casa, a capa de tecido evita sujeira e acúmulo de pelo por facilitar a lavagem com frequência.

Veja também