logo

Sarah Erel revela paixão pelo surfe e conta como concilia a prática com o hipismo

Por Redação
Sarah Erel revela paixão pelo surfe e conta como concilia a prática com o hipismo
Hipista desde criança, Sarah Erel começou a praticar surfe há um ano e agora concilia a paixão pelos dois esportes. (Foto: Marília Camelo)

Entre o sol e o mar da Praia do Futuro, em Fortaleza, a estudante de Administração e hipista Sarah Erel, 22, encontrou uma nova paixão: o surfe. “Eu estava procurando, realmente, alguma coisa diferente, mas uma coisa para fazer por lazer mesmo, para me divertir. E surgiu essa vontade, é um esporte diferente. Eu pensei: ‘Por que não, né?’”, relata a jovem sobre o desejo de se aventurar em novas experiências. 

LEIA MAIS >> Pedro Caldas transforma Beach Park em arena de wakeboard

Praticantes do Stand Up Paddle contam como a modalidade proporciona um encontro de amigos e com a natureza

A prática iniciou há um ano e o amor pelo surfe ainda está nas primeiras fases, uma vez que Sarah tem uma paixão de longa data pelo hipismo e busca conciliar a rotina entre os dois. A jovem monta e convive com equinos desde criança e tem uma extensa caminhada em campeonatos. Em 2018, ela foi a líder do ranking Norte e Nordeste de hipismo, na categoria Intermediária.

“Eu realmente faço hipismo há muito tempo, são 18 anos. Então, eu estava querendo algo novo para me divertir, sem toda aquela seriedade. O surfe foi totalmente novo, é uma coisa que eu não tive contato nenhum antes, ninguém da minha família surfa”, conta. 

Sem referências de surfe pela família, o desejo de Sarah para iniciar a prática, há um ano, surgiu do amor pela praia e pela curiosidade de aprender a surfar. “Sempre frequentei muito a Praia do Futuro, então eu sempre via o pessoal surfando, tenho amigos que surfavam também. Decidi marcar uma aula experimental, fiz e gostei muito. Adorei o meu primeiro contato com o surfe e, depois disso, comecei a gostar cada vez mais e cada vez mais. Peguei o gosto”, lembra com entusiasmo. 

Contato com a natureza 

A praia, o mar e todo o ambiente do surfe são os aspectos favoritos da prática do esporte para Sarah. “Eu gosto muito dessa vibe do surfe, do contato com a natureza, do mar. Eu realmente gosto muito de praia, é uma coisa que está todo mundo sempre de bom humor, todo mundo se ajudando, conversando e eu gosto muito de tudo isso”, detalha. De acordo com a jovem, é interessante a mescla entre a concentração e os momentos descontraídos proporcionados pelo surfe. “Você tá na água e encontra outras pessoas, e ainda é um ótimo exercício”, comenta. 

Desde que começou a surfar, Sarah busca sempre estar acompanhada de um professor. “Eu sempre vou para a aula, para aprender mesmo, para me dar mais confiança”, explica. A jovem se organiza com duas aulas semanais. “Sempre tento conciliar minhas atividades e organizar os horários para eu ir no começo da manhã ou no final da tarde, sempre que tem esses horários de aula, eu vou. Tento manter essa rotina, acho muito importante ter uma constância”, pontua. 

Dedicação

O surfe e o hipismo têm um único ponto em comum, conforme Sarah Erel: os dois esportes exigem muita dedicação e disciplina. Outro fator fundamental apontado pela universitária para conciliar as duas atividades é o tempo. “É um pouco difícil conciliar a prática dos dois esportes e exige, realmente, um tempo ainda maior”, confessa.

Foto: Marília Camelo

O deslocamento para as atividades é um exemplo dado pela jovem. “Até agora, está dando tudo certo! Nos fins de semana, às vezes, é mais difícil surfar, porque tenho campeonato de hipismo, que, hoje, é a minha prioridade”, afirma.

O hipismo é mesmo a grande paixão de Sarah, e muitas das coisas que ela leva para o surfe vieram desse primeiro amor. “O esporte exige muita disciplina e muita dedicação, o que eu aprendi com o hipismo. Tudo isso eu tento aplicar no surfe e também na vida”, estabelece.

Foto: Marília Camelo


Veja também