Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

[email protected]
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Publieditorial

Abertura da Semana de Moda da Unifor discute saúde mental no universo fashion

6 abr 2022 | Moda

Por Redação

Debate foi mediado pela professora Fernanda Moriconi e abordou moda, criação e saúde mental

Germana Queiroz, Iury Costa, Gabriela Dourado e Fernanda Moriconi no debate da Semana de Moda da Unifor. (Foto: JL Rosa)

Os impactos da moda na saúde mental, desde a criação, produção das peças e consumo, foram tema da mesa-redonda que marcou o primeiro dia da Semana de Moda da Universidade de Fortaleza (Unifor) 2022, na terça-feira (5). O debate foi mediado pela professora Fernanda Moriconi, que ministra duas disciplinas no curso de Moda da Unifor, e teve como convidados a psicóloga Germana Queiroz, o estilista Iury Costa e a jornalista Gabriela Dourado.

LEIA MAIS >> Rayssa Thomaz aponta as trends de marketing de moda em alta em NY

Marrom is the new black: como usar a nova cor do momento

“Não podemos pensar a moda só como a roupa que está na vitrine. Quando a pessoa escolhe aquela peça, se ela vai se sentir bem ou não com ela, tudo isso perpassa a saúde mental, o bem-estar, a autoimagem, tanto no sentido amplo da moda como nas relações de trabalho dessa indústria”, resume a professora Fernanda Moriconi, responsável pelas disciplinas de Modelagem Tridimensional e Laboratório de Prototipagem I.

Ainda segundo a docente, trazer esse debate para o ambiente de formação de futuros profissionais é primordial para que os alunos desenvolvam a consciência sobre o trabalho que vão desempenhar. “Eles vão criar um produto, trabalhar em uma empresa e alguém vai comprar o que eles estão produzindo. Eles precisam considerar como o consumidor vai se sentir com aquele produto que ele está criando e refletir se está reproduzindo a ditadura da moda”, analisa Fernanda.

(Foto: JL Rosa)

A desconstrução de padrões estéticos dentro do universo fashion foi também abordada pela jornalista Gabriela Dourado, integrante da mesa-redonda. “Pensar o jornalismo de moda, a moda e saúde mental tem a ver com moda autoral, consciência ambiental e consumo consciente e, principalmente, com lutas identitárias do povo preto, das mulheres gordas, da transgeneridade. Quando falamos de moda inclusiva que atende todos, todas e todes, isso tem a ver com saúde metal, porque quando a gente não se enxerga, quando a gente pensa que não existe, não tem como ter força para estar no mundo e transformá-lo”, disse ela, completando que “essa transformação precisa da moda como caminho”.

Programação

O primeiro dia de atividades da Semana de Moda da Unifor 2022 teve, ainda, o lançamento do livro “Des-vestir”, da professora Renata Santiago, e a exibição do filme Cisne Negro como parte do Cine Moda. Nesta quarta-feira (6), as atividades incluem oficinas e a exibição do longa metragem Frida, às 14h.

Professora Renata Santiago lançou o livro “Des-vestir” no primeiro dia da Semana de Moda da Unifor. (Foto: JL Rosa)

O encerramento acontece na quinta-feira (7), com um desfile de temática surrealista no bosque do Bloco G, às 20h.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE