O estilista Alexandre Herchcovitch deu início à 40ª edição do São Paulo Fashion Week, com um desfile fetichista, em preto e branco, com direito a transparência, seios de fora e até meias na cabeça com aberturas estratégicas, nos olhos e nas bocas. Para essa abertura, o paulistano traduziu seu inverno 2016 buscando referências em seu universo particular. Por isso, os metais, as fitas, as botas, o jogo de texturas e o xadrez, padronagem sempre presente em suas coleções. Losango, esferas e listras também pontuaram a coleção. O estilista buscou em seu universo, vestidos que lembram casacos com fendas largas e profundas e sutiãs com argolas. Tudo com o acabamento perfeito, com tecidos pesados em contraponto aos leves e com detalhes impecáveis, como aplicações de miçangas de porcelana, óculos com lentes laterais e botas duplas, como se uma sandália de tiras fechasse o cano longo das botas.  Era o toque final ao universo fetichista proposto pelo estilista.