Foi em 1964 que a autora Susan Sontag escreveu “Camp: Notes on Fashion”. Um termo tão amplo que pode confundir a cabeça dos desavisados. Ao ver os looks espalhafatosos no tapete vermelho do Baile de Gala que abre a nova exposição do Metropolitan Museum, em NY, muita gente torceu o nariz. Mas vamos pelo início.

“Muitas coisas no mundo não foram nomeadas; e muitas coisas, mesmo tendo recebido um nome, nunca foram descritas. Uma destas é a sensibilidade – inconfundivelmente moderna, uma variante da sofisticação mas nada idêntica a ela – que atende pelo nome de camp”, é assim que Susan começa seu tratado e se debruça sobre os caminhos excêntricos do fashion, que, cá entre nós, sempre foi movido pela imaginação, pelo fantasioso. O Camp é essa vertente, explorando o “foram do comum”, o artificial, o exagerado. O que explica Katy Perry vestida de lustre, ou Lady Gaga com quilos de tecido, uso das plumas, do maximalismo, ou até o ator Jared Leto segurando uma réplica da própria cabeça. Às vezes não precisa nem entender, só sentir, ou apenas rir. Sim, gargalhar é parte do que o Camp representa.

Lady Gaga trocou de roupa quatro vezes em pleno tapete vermelho

Vamos aos looks que a gente mais gostou?

Você quer irreverência? Katy Perry te dá em dose dupla
Kylie Jenner | Kim Kardashian | Kendall Jenner
Lupita Nyong’o | Janelle Monáe | Tracee Ellis Ross
Ezra Miller | Jared Leto | Harry Styles
Cara Delevingne | Naomi Campbell | Emma Stone
Gigi Hadid | Celine Dion | Emily Ratajkowski
Kacey Musgraves | Dua Lipa | Lily Collins

Zoë Saldaña | Ciara | Hailee Steinfeld
Bella Hadid | Saoirse Ronan | Emily Blunt
Laverne Cox | Florence Welch | Gwen Stefani
O vestido impactante de Cardi B

A modelo brasileira Gisele Bündchen não é conhecida por seguir os temas no MET Gala, mas sempre surge belíssima e ecologicamente correta. Este ano não foi diferente e a musa usou uma criação da grife Dior, confeccionada com tecido 100% orgânico. Isso sim é luxo.

>> VEJA TAMBÉM: Rihanna no Met Gala: Relembre os looks mais icônicos da cantora