Um grande e significativo passeio pela arte moderna brasileira em plena capital italiana. Essa é a nova empreitada de Lenise Queiroz Rocha à frente da presidência do Grupo Edson Queiroz. Na Embaixada do Brasil em Roma, a partir de hoje, 1, 70 obras da coleção da fundação, que marcam a produção modernista brasileira no período de 1920 a 1960 ficam disponíveis para apreciação. Um projeto que marca o início das comemorações dos 45 anos da Universidade de Fortaleza.

Fachada na Embaixada do Brasil em Roma 

Lenise, acompanhada de Randal Pompeu, Vice–reitor de Extensão da Unifor, está em Roma para a vernissage oficial da mostra “Arte Moderna no Brasil – Coleção Fundação Edson Queiroz” e recebeu jornalistas brasileiros e internacionais para uma coletiva de imprensa. Vale destacar a curadoria caprichada de Regina Teixeira, profissional das mais respeitadas no universo artístico e que já assinou outras exposições da Fundação.

Na ocasião, o embaixador do Brasil em Roma, Antônio de Aguiar Patriota, recebeu os convidados ilustres para um almoço comemorativo de abertura da mostra. Sílvio e Paula Frota, Renata Jereissati, Felipe Queiroz Rocha e Paulinha Sampaio, Rodrigo Frota e Bruna Waleska, Cláudio e Mirella Rocha também estiveram presentes. A exposição ficará aberta ao público no período de 2 de março a 5 de maio.

Cláudio e Mirella Rocha, Felipe Queiroz Rocha e Paulinha Sampaio e Bruna Waleska e Rodrigo Frota

LEIA TAMBÉM: Arte brasileira em Madri | Luís Paulo Montenegro revela seu acervo particular