logo

Ceará ultrapassa a marca de 100 mil pacientes recuperados de coronavírus

Por Redação
Ceará ultrapassa a marca de 100 mil pacientes recuperados de coronavírus
De acordo com a plataforma IntegraSUS, 101.606 pacientes com Covid-19 receberam alta no Ceará (Foto: Prefeitura de Fortaleza)

Até a manhã desta quarta-feira (8), 101.606 pacientes com Covid-19 receberam alta no Ceará. Os dados estão disponíveis no IntegraSUS, plataforma de transparência da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). O titular da pasta, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto), ressalta a importância das vidas salvas durante a pandemia.

“Essas vidas significam o resultado do trabalho de todos aqueles que fazem parte do sistema de saúde, significa o trabalho de um Estado inteiro. É resultado, ainda, das atitudes dos cidadãos que ajudaram a colaborar, obedecendo ao isolamento social, usando máscara e protegendo seus familiares”, afirma o secretário da Saúde.

LEIA MAIS >> Com restrições, Fortaleza entra na Fase 3 da retomada; espaços públicos são liberados para atividades físicas

Roberto Cláudio e Carol Bezerra participam de lançamento da rede brasileira Urban95

O infectologista Keny Colares, do Hospital São José (HSJ), da rede estadual, explica que o processo de recuperação dos pacientes acontece de duas formas. A primeira, a “cura clínica“, ocorre quando não há mais sintomas da doença. Já a segunda, a “cura microbiológica“, significa que organismo eliminou totalmente o vírus, algo que pode demorar mais para acontecer.

“Isso varia muito de pessoa para pessoa. Aparentemente, os pacientes levam algum tempo eliminando o vírus, principalmente se compararmos casos leves e graves. A alta hospitalar pode significar apenas que ele não precisa mais de internação. Então, ele vai passar a ter o isolamento domiciliar, como ocorre nos casos leves, até eliminar o vírus completamente”, afirma o infectologista.

Para casos graves, o médico explica que o tratamento é feito de acordo com o quadro de saúde do paciente. “Cada pessoa tem sua própria avaliação médica em casos graves. Alguns levam mais tempo que outros para se recuperar. Algumas internações levam um dia. Outras, duas semanas. Alguns pacientes chegam a necessitar de UTI, mas tudo sob o olhar atento da equipe médica que avalia as necessidades de cada paciente”, pontua o infectologista.

Prevenção

O Ceará tem 127.952 casos de coronavírus confirmados até a manhã desta quarta-feira (8). Ainda não há vacina contra a Covid-19. Por isso, a prevenção ainda é a fundamental no enfrentamento à doença. É importante que a população continue respeitando as medidas decretadas pelo Governo do Ceará, mantendo o uso de máscaras, o distanciamento social e, especialmente, a higienização correta da mãos e do ambiente. Para mais informações, acesse o portal IntegraSUS.

Veja também