O encanto e a delicadeza do artesanato cearense ganha as salas do Museu Janete Costa de Arte Popular, na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro. Com apoio do Governo do Ceará, o Estado, considerado referência nacional no fomento do Artesanato, é homenageado com a exposição “Ceará, terra que ilumina”, que segue até março de 2020.

Exposição “Ceará, terra que ilumina”

A mostra foi aberta na última quinta-feira (10) e contou com as participações da vice-governadora Izolda Cela, da primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, do secretário da Cultura, Fabiano Piúba, e da coordenadora do Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Ceará, Patrícia Liebmann.

“A exposição retrata um pouquinho da nossa gente, da nossa cultura. Observamos aqui um Ceará que, muitas vezes, nós mesmos nem conhecemos e isso nos aproxima ainda mais das nossas raízes, dos costumes cearense”, destaca Izolda Cela.
Exposição “Ceará, terra que ilumina”

O público vai poder conferir, logo no térreo do museu, mais de 70 peças, de aproximadamente 40 artistas cearenses, incluindo obras de Espedito Seleiro, Nino e Maria de Lourdes Cândido. A mostra tem início com uma instalação composta de 4 altares e 4 oficinas, utilizando elementos como metal, couro, barro, madeira e algodão, que expressa a força da arte cearense, por meio do trabalho e da fé.

“Nos orgulha saber que o nosso rico e legítimo artesanato cearense é reconhecido, nacional e internacionalmente, não só pela beleza, mas também pela qualidade que possui. Ser homenageado nessa exposição no Rio, além de uma responsabilidade, é o resultado de uma política de incentivo que eleva o trabalho dos artesãos do nosso Estado”, enfatiza Onélia Santana.

Sobre a exposição

Exposição “Ceará, terra que ilumina”

Com curadoria do cenógrafo e paisagista Jorge Mendes, a exposição está dividida por seis setores que englobam fé, festas, manifestações culturais, brincadeiras e oficinas. No primeiro setor, altares mostram a força e o trabalho do povo cearense. Nos demais, representações como o pau da bandeira e o reisado; a subida do Horto, em Juazeiro do Norte; e a sala dos milagres levam os espectadores para bem perto dos cenários encontrados nas jornadas de fé pelo estado.

“Percorrer a exposição é ser contagiado pela alegria e pelas riquezas do Ceará. Através das celebrações e das personalidades representadas e celebradas, nosso artesanato encanta e ajuda a construir as narrativas que mantém viva a nossa cultura”, destaca Patrícia Liebmann.

“O Ceará foi escolhido pelo talento e pela importância dos artistas cearenses. Pelo apoio do Governo do Estado e pela temática que possibilita um diálogo com o projeto educativo do museu, onde será abordado alguns temas relacionados às redes sociais, tais como verdades e mentiras”, explica o curador Jorge Mendes.

Serviço
Abertura de exposição – “Ceará, terra que ilumina
Quando: quinta-feira (10), às 19h
Visitação: de terça a domingo, das 10h às 18h
Temporada: até o dia 29 de março de 2020
Onde: Museu Janete Costa de Arte Popular (Rua Presidente Domiciano, 178 – Boa Viagem – Niterói – RJ)
Entrada gratuita