Foi com o objetivo de reunir em uma só publicação um panorama histórico da arte brasileira que a Fundação Edson Queiroz montou um catálogo exclusivo, com cerca de 870 obras de seu acervo que viajaram o mundo em museus renomados na Europa e nos EUA. Próximo dia 26, a presidente da Fundação, Lenise Queiroz Rocha, lança o livro, em primeira mão, no Itaú Cultural de São Paulo. O evento contará também com palestra do historiador Pedro Corrêa do Lago, às 19h, abordando os principais pontos da obra.

Cinco séculos de arte em uma publicação: Catálogo Coleção Fundação Edson Queiroz. Fotos: Unifor/Divulgação

Dividido em dois volumes, em formato bilíngue, o “Catálogo Coleção Fundação Edson Queiroz” vem sendo desenvolvido há cinco anos. A curadoria é de Regina Teixeira de Barros, com catalogação da historiadora Aracy Amaral e organização do galerista Max Perlingeiro. Em suas páginas, estão catalogados trabalhos influenciados por diversos movimentos artísticos, visto que foram produzidos entre os séculos XVII e XXI.

Balões (1947), por Alberto da Veiga Guignard

Duas figuras (anos 1930), por Ismael Nery

De acordo com Randal Pompeu, vice-reitor de Extensão da Unifor, a publicação apresenta imagens e dados em detalhes de obras de diversas épocas e vanguardas, resultando assim em um consistente banco de dados da arte brasileira e internacional.

Foto principal: Primeira missa no Brasil (1859), por Victor Meirelles