Capa da revista “Claudia”, a atriz Isis Valverde abriu o jogo sobre a maternidade. Grávida de seis meses do primeiro filho, fruto do casamento com André Resende, a artista disse que está tendo encontros com uma doula porque quer que seu parto seja natural e humanizado.

“O natural é mais saudável tanto para o bebê quanto para a mãe. Tenho amigas que marcaram a cesárea assim que descobriram a gravidez, e eu não julgo. Cada mãe precisa encontrar seu caminho e respeitar seus limites no parto, na amamentação e na educação”.

Fotos: Reprodução/Instagram

Quando o assunto é amamentação, aliás, ela reforçou que é contra ultrapassar os limites do corpo. “Sei que os primeiros 20 dias são importantes porque é o período em que você transmite os principais nutrientes para o bebê e ajuda a construir a imunidade. Mas tem quem sofra com o peito rachado e sinta dor. Foi assim com a minha mãe. Tenho uma amiga que, por pressão, continuou amamentando, mas saía sangue. Qual a vantagem de você forçar alguém a amamentar com pus e sangue? “.

Sobre os desejos durante a gravidez, Isis explicou que se surpreendeu ao ter vontade de comer carne, já que passou muitos anos sem a iguaria em sua dieta. Depois de 22 semanas, seu único desejo agora é chocolate. “Meu médico diz que é uma tentativa de compensar o cansaço que ocorre na gravidez, mas precisei me controlar para não comer todo dia e desenvolver um problema de saúde”.

Por fim, a atriz também confessou que gostaria que sua barriga tivesse crescido mais. “Entro na fila preferencial e as pessoas duvidam de mim, ficam me olhando como se eu estivesse mentindo. Há muita crueldade com as mães. Outro dia, uma mulher deixou um comentário no meu Instagram: ‘Não aparece barriga. Será que ela perdeu o bebê?’.”