logo

Juntos contra a pandemia: projeto Mesa Brasil Ceará já arrecadou mais de R$ 70 mil com lives solidárias

Por Redação
Juntos contra a pandemia: projeto Mesa Brasil Ceará já arrecadou mais de R$ 70 mil com lives solidárias
Durante o isolamento social, Wesley Safadão realizou uma live em parceria com o Mesa Brasil Sesc (Foto: Davi Pinheiro/Ederson Lima)

Há 19 anos, os bancos de alimentos do Mesa Brasil Sesc abastecem abrigos, escolas, creches, associações, ONGs, hospitais, casas de recuperação, fundações, entre outras organizações cearenses. Durante o isolamento social, o projeto realizou lives musicais e solidárias para continuar ajudando quem mais precisa. A unidade cearense do projeto desenvolvido pelo Sistema Fecomércio já arrecadou, além das doações de alimentos, R$ 71 mil durante as transmissões ao vivo que contaram com grandes nomes da música, como Wesley Safadão, Waldonys e Ana Carolina.

LEIA MAIS >> Programa Mesa Brasil Sesc recebe 500 cestas básicas da Construtora Moura Dubeux

Juntos contra a pandemia: CDL Jovem de Fortaleza lança campanha solidária

Segundo Marília Pimentel, supervisora do Programa Mesa Brasil Sesc, todo valor arrecadado também foi revertido para aquisição e distribuição de alimentos entre entidades sociais. “A parceria com grandes cantores e nomes da cultura foi iniciada no Mesa Brasil Goiás. Após essa iniciativa, as demais unidades também passaram a realizar lives solidárias”, afirma.

Mesa Brasil Sesc (Foto: Davi Pinheiro)

A núcleo do Ceará realizou lives com Waldonys, Jessier Quirino, Ana Carolina, Wesley Safadão, Raça Negra, Fit Dance, Ceará Sporting Club, Fortaleza Esporte Clube, Zizi Possi e a dupla Lucas e Mateus. O balanço das transmissões aponta que o projeto arrecadou, no total, 216 toneladas de alimentos, 350 cestas básicas e dez camas hospitalares, entre outros itens.

Para ajudar o projeto, interessados podem entrar em contato por meio das redes sociais do Sesc Ceará ou pelo número (85) 99662.9158. “Essas pessoas podem nos doar alimentos, cereais, cestas e dinheiro em espécie. Todo valor que for creditado na nossa conta será revertido na aquisição de alimentos. Vamos continuar ajudando, A quantidade de pessoas passando fome por conta dessa pandemia só vem ampliando”, pondera Marília.

Veja também