Manoela Queiroz Bacelar lança, no próximo dia 23 de agosto, às 16 horas, o livro infantil “Vovó, Zefinha e eu”. Com ilustrações de Napoleão Torquato Maia, a obra será lançada durante a XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará.

O lançamento acontece na Praça Iracema, localizada no Espaço José de Alencar, no Centro de Eventos do Ceará. Trata-se do segundo livro de autoria de Manoela.

Publicado pela Armazém da Cultura, “Vovó, Zefinha e eu” tem seu enredo desenvolvido a partir da fala da menina Manoela. Trata-se de relato de sua infância, quando passava as tardes com sua avó materna, Marília, e com Zefinha, a senhora que lá trabalhava. 

“O livro registra parte de um universo mágico da minha infância, ao lado da doçura da minha avó materna, que veio de Minas Gerais para o Nordeste, na década de 1960, e da Zefinha, que sempre sorriu para minhas descobertas infantis”, conta Manoela.

A autora dá seus primeiros passos na literatura infantil. Manoela também começa a estruturar o Instituto Queiroz Bacelar, que atuará no âmbito da arte e da cultura.

Registros da infância

Nos arredores da Praça Matias Beck, Manoela descobria o mundo, cercada pelo carinho da avó e de Zefinha. Relatos afetivos perpassam toda a narrativa, desde as memórias da primeira infância até a idade adulta. Já nesta última fase, a menina relata a experiência com a perda da avó, que de fato ocorreu quando o livro estava em finalização.

A obra é também um resgate de receitas, brincadeiras e da forma de olhar para o mundo com inocência, descontração e simplicidade. Com uso de linguagem adequada para o público infantil, o livro traz personagens ilustres, língua tupi e referências da época.

Serviço
Lançamento do livro infantil “Vovó, Zefinha e eu”, de Manoela Queiroz Bacelar
Quando:
23 de agosto, às 16h
Onde: Praça Iracema do Espaço José de Alencar – XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará (Centro de Eventos do Ceará – av. Washington Soares, 999 – Edson Queiroz)