PUBLIEDITORIAL

Misturinhas certeiras para escapar da ressaca no Carnaval

Por Redação
Misturinhas certeiras para escapar da ressaca no Carnaval
Destilados ou fermentados? Saiba qual bebida desidrata mais rápido. Foto: iStock

Mesmo que o período de Carnaval seja para extravasar alegria, dançar, se divertir com os amigos e beber, é bom lembrar que sempre haverá o dia seguinte.  

Para quem exagera no álcool, a ingrata ressaca não tarda nem falha. Os conhecidos sintomas acontecem por algo muito simples: a desidratação alcoólica e, para fugir dela, melhor conhecer o efeito da cervejinha gelada e dos bons drinks.

LEIA MAIS >> Marmitas saudáveis para comer bem, economizar e empreender

A química é bem simples: quando o álcool, entra a água sai e  no meio da folia é preciso lembrar de equilibrar a ingestão da bebida. No intestino, o etanol impede a absorção de líquidos; na corrente sanguínea, vai elevar a pressão arterial e causar transpiração.

Além disso, por causa da inibição dos hormônios antidiuréticos, você vai urinar mais vezes, o que leva a mais perda de água. Quem explica o funcionamento do metabolismo é a nutricionista clínica do Núcleo Sesc Saúde, Thayse Guilherme Lima. 

O preço da desidratação pode ser bem caro: vão-se embora vitaminas do Complexo B, que influenciam na energia do corpo, sais minerais importantes para o funcionamento dos músculos e a glicose que alimenta nosso querido cérebro. Quando bater náusea, dor de cabeça, tontura, confusão mental agradeça ao etanol. Não bastasse isso tudo, ainda vem a sede e a retenção de líquido depois. 

Para evitar a ressaca, nutricionistas indicam misturar doses, intercalando a ingestão de álcool com água ou suco. Foto: iStock

Melhor não, né? Então, como saber o que beber e o tamanho da dose? Se você está esperando ansiosamente para a tomar sua cervejinha na praia, o vinho ou champanhe, está pensando certo: os fermentados são os que têm menor teor alcoólico, por outro lado são bem calóricos e, em grande quantidade, também causam o mesmo efeito. Já os destilados são mais arriscados. “As bebidas que desidratam mais rapidamente, são aquelas com o maior teor de álcool”, afirma Thayse. Ponto para o whisky, gim, vodka, cachaça, tequila e afins. 

A mistura mais ajuizada para não ter ressaca é intercalar as doses. “Temos que reforçar a importância da hidratação, ao consumir bebida alcoólica, deve-se ingerir concomitantemente água, água de coco ou suco para diminuir o efeito do álcool no organismo. Também não esquecer alimentar-se bem no Carnaval com frutas e verduras para repor as vitaminas e minerais”, aconselha a nutri. 

Durante o pré-carnaval o Sesc está realizando a campanha “Caia na Folia com sua Saúde em Dia”, aconselhando os carnavalescos a lembrar de alguns cuidados fundamentais, então: beba água!

Veja também