O Programa Mais Nutrição, do governo do Estado, distribuiu, na última sexta-feira (28), alimentos in natura‘ para 12 entidades beneficentes de Fortaleza e Região Metropolitana. Ao todo, foram 10 caixa de frutas, legumes e verduras doados pelos permissionários da Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa) às instituições. 

O Programa Mais Nutrição é uma iniciativa da primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, para combater a fome de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade. O projeto aproveita alimentos que seriam desperdiçados pelos comerciantes para manter um banco de alimentos ‘in natura’.

O Programa Mais Nutrição visa garantir a segurança alimentar de crianças e adolescentes carentes. Foto:Ariel Gomes / Governo do Ceará

Para a Onélia Santana, o Mais Nutrição garante alimentos essenciais para essas crianças. “Não há nada mais humano do que alimentar a quem precisa. O Mais Nutrição veio para garantir a segurança alimentar de crianças atendidas por instituições do nosso Estado. Me sinto honrada em poder contribuir com esse progresso e, mais ainda, de saber que estamos ajudando a quem verdadeiramente precisa”, enfatiza. 

As entidades beneficiadas foram: Instituto Gotas; Projeto União (PROUNI); Associação Comunitária e Habitacional Jardim das Maravilhas; Associação Beneficente e Educacional Nova Jerusalém; Associação Beneficente Vida Nova; Igreja Pentecostal A Promessa de Deus; Associação Comunitária Vida Melhor; Associação Comunitária É Tempo de Vencer; Associação Madre Verônica, Associação Beneficente dos Moradores do Parque Universitário, Associação Beneficente das Irmãs de Nossa Senhora das Dores. 

Mais Nutrição 

O Programa Mais Nutrição integra o Mais Infância e foi lançado para atender crianças em situação de vulnerabilidade. Nesta primeira etapa, serão atendidas 20 instituições beneficentes selecionados. Elas foram escolhidas por apresentar estrutura mínima para o condicionamento e manipulação dos alimentos.

No entanto, o objetivo do governo é que, até o próximo ano, 91 instituições sejam atendidas e mais de 10 mil crianças e adolescentes beneficiadas.