logo

Réveillon na Praia de Copacabana é cancelado devido à pandemia

Por Jacqueline Nóbrega
Réveillon na Praia de Copacabana é cancelado devido à pandemia
Em 2019, 2,9 milhões de pessoas acompanharam a festa da virada em Copacabana (Foto: Reprodução/G1 RJ)

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou, neste sábado (25), que o tradicional Réveillon na Praia de Copacabana está cancelado devido à pandemia de coronavírus, que causa a Covid-19. O município informou que a celebração não é viável sem a existência de uma vacina.

Uma nova proposta será apresentada ao prefeito Marcelo Crivella nos próximos meses para comemorar a virada de ano. A ideia é criar um projeto sem presença direta de público, em um modelo virtual, que atinja o público pela TV e plataformas digitais.

LEIA MAIS >> ‘Estou trabalhando para que o Réveillon de Jeri aconteça’, diz Álvaro Garnero em live

Em 2019, 2,9 milhões de pessoas acompanharam a festa da virada em Copacabana.

São Paulo

No último dia 17 de julho, a prefeitura de São Paulo também anunciou o cancelamento da virada de ano na Avenida Paulista devido à pandemia. Na sexta-feira (24), o município também comunicou o adiamento do carnaval de rua e os desfiles das escolas de 2021 devido à Covid-19. A nova data ainda não foi definida, mas, no caso dos desfiles, a Liga das Escolas de Samba de São Paulo propõe que a festa seja realizada a partir do final de maio ou começo de julho, em data ainda a definir.

O Carnaval carioca ainda continua incerto. A demora na definição do que vai acontecer impacta no cronograma da festa. As vendas de ingressos para o setor turístico do Sambódromo, por exemplo, estão temporariamente suspensas.

O carnaval de rua em solo carioca também continua incerto. Ainda não houve definição sobre a festa.

Veja também