Conhecer a própria história é de suma importância para uma sociedade consciente. Relembrar as figuras que marcaram momentos do nosso Estado é também um dever dos cidadãos. Pensando nisso o Sistema Fecomércio, por meio do Serviço Social do Comércio do Ceará (Sesc-CE) promove no dia 28 de abril uma programação comemorativa dos 180 do Dragão do Mar. Um homem cuja força de liderança foi fundamental para tornar o Ceará a província pioneira a dar fim à escravatura. Vale lembrar o evento aconteceria no dia 14 de Abril, mas devido às fortes chuvas na capital cearense, as homenagens ao herói da pátria foram adiadas.

Sob a liderança do cearense, Francisco José do Nascimento, também chamado como Chico da Matilde, os trabalhadores do mar paralisaram as atividades em recusa à embarcação de qualquer negro como mercadoria nos navios, fechando o porto de Fortaleza. O movimento abolicionista ganhou força desde então e fez com que um dos líderes, Chico da Matilde, entrasse para a história como Dragão do Mar.

Dragão do Mar

Com o título “Canções de Guerra, quem sabe Canções do Mar”, a programação começa no domingo (28), a partir de 16h, com apresentações de grupos de reisado, coco e toré, além de cortejo dos maracatus. “O Sistema Fecomércio, além de abraçar a memória do povo cearense, está abraçando os artistas da nossa terra. É o povo do Ceará cantando seu próprio herói. São 14 grupos, reunindo cerca de 700 brincantes na avenida, mais quatro baluartes da música e da cultura popular: Calé Alencar, Edmar Gonçalves, Cyda Olímpio e Lorena Nunes”, destaca o instrutor do Senac e consultor do Sesc para projetos especiais, Paulo Leitão. Um belo exemplo de como reunir gerações da música cearense de forma poderosa.

Conversas Flutuantes

No dia 15 de abril, data em que marcou os exatos 180 anos de nascimento, o Sesc-CE promoveu a troca de saberes através do projeto Sesc Conversas Flutuantes, no marco zero de Fortaleza, localizado na Barra do Ceará. O projeto realiza permanentemente a vivência náutica com ações socioeducativas na área do Rio Ceará, incentivando a troca de experiências dos convidados. Há mais de 10 anos, a instituição realiza um trabalho sistêmico nos 573 quilômetros do litoral cearense contribuindo para a valorização das tradições. A ação constrói uma interface entre as diversas formas de ser e de existir dos povos do mar, que por meio do jangadeiro e da rendeira, se tornaram símbolos icônicos da cultura do Estado.

SERVIÇO:
180 ANOS DO DRAGÃO DO MAR
Data: 28/04
Local: Praia de Iracema em frente ao Bar do Mincharia
Horário: De 15h às 21h

PROGRAMAÇÃO:
15h – Saída dos Jangadeiros.
16h – Apresentações Culturais (Reisados, Torés e Torém, Coco da Vila, Quilombolas, Afoxé e Maracaturs).
19h – Show em Homenagem ao Dragão do Mar “Canções de Guerra, quem sabe Canções do Mar” Calé Alencar, Cyda Olímpio, Edmar Gonçalves e Lorena Nunes.
Mais informações: (85) 3452.9090 Site: www.sesc-ce.com.br/cancoes-de-guerra-cancoes-do-mar/