A Casa da Indústria sediou, na última terça-feira (27), o Café Comex. O evento reuniu empresários, investidores e advogados. Na pauta, o tema “Fazendo negócios nos EUA – Aspectos Legais, Importação e Exportação”.

A gerente do Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Karina Frota, abriu o evento. Em sua fala, a gerente destacou os Estados Unidos como o principal parceiro comercial do Ceará. O dado é baseado nas análises das exportações do primeiro semestre de 2019. Produtos siderúrgicos e pás eólicas produzidas no Estado são os principais bens consumidos pelo país norte-americano. 

O Café Comex seguiu com Rui Farias, sócio do escritório Rodrigues de Albuquerque. O advogado falou sobre a atuação do escritório e sobre advocacia empresarial. 

Já o palestrante Henio Godinho, representante do escritório Negócios nos USA (Nusa), que trouxe um panorama geral sobre os Estados Unidos, no contexto do comércio mundial.

>>  Leia também: Ceará Global discute estratégias para a internacionalização da economia do Estado

Para Godinho, a empresa que quer marcar presença no mundo globalizado precisa estar no mercado americano. Na ocasião, ele ressaltou que o Brasil é o 12º parceiro comercial dos Estados Unidos, o que representa uma oportunidade de crescimento. 

O Café Comex é realizado pela Fiec, por meio do Centro Internacional de Negócios, e pela Rodrigues de Albuquerque Advogados.

Foto: divulgação