Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

[email protected]
Telefone: +55 (85) 3242 0333

O que é botox preventivo? Dermatologista tira dúvidas sobre o procedimento

22 fev 2022 | Beleza

Por Redação

A técnica tem a função de amenizar a formação de rugas que são marcas causadas pela movimentação repetitiva dos músculos do rosto

O botox preventivo vem se popularizando entre pessoas na faixa etária de 25 a 30 anos (Foto: Unsplash)

Se o rosto é o nosso cartão de visita, as linhas de expressão descrevem uma vida repleta de sorrisos e momentos cheios de intensidade. Com o tempo, essas “marquinhas” podem incomodar algumas pessoas, mas atualmente existe uma série de procedimentos estéticos que visam minimizar os sinais de envelhecimento. Mas você sabia que é possível prevenir o surgimento de rugas? Essa é a proposta do botox preventivo, técnica que vem se popularizando entre pessoas na faixa etária de 25 a 30 anos. Quem explica detalhes do procedimento, em entrevista à Plataforma MT, é a dermatologista Lara Rosado, um dos nomes à frente da Clínica Virtvs.

LEIA MAIS >> Dra. Lara Rosado revela os tratamentos dermatológicos queridinhos da temporada

Flávia Pavanelli retira preenchimento labial; veja celebridades que reverteram procedimentos estéticos

Segundo a médica, o botox preventivo tem a função de amenizar a formação de rugas que são marcas causadas pela movimentação repetitiva dos músculos do rosto. Assim, a toxina botulínica age relaxando a musculatura.

“O botox preventivo é aplicado principalmente no terço superior, englobando testa, área dos olhos e entre as sobrancelhas, contorno do rosto e pescoço. A técnica é realizada com uma seringa de agulha muito fina sendo feita uma marcação em pontos específicos onde a toxina botulínica é aplicada dependendo da mímica facial e contração muscular de cada paciente. Previamente ao procedimento, é usado anestésico tópico nas áreas de aplicação tornando o procedimento muito confortável”, explica Lara.

O botox preventivo é aplicado principalmente no terço superior, englobando testa, área dos olhos e entre as sobrancelhas, contorno do rosto e pescoço (Foto: Unsplash)

Idade certa?

Foi pesquisando sobre procedimentos estéticos que a advogada e influenciadora digital Giuliana Botelho, 41, decidiu recorrer à técnica. A cearense começou a realizar as aplicações aos 37 anos. “Já conhecia o botox há um bom tempo, mas acreditava que era para pessoas mais maduras e com muitas rugas. Até que pesquisando mais, vi que estava sendo usado de forma preventiva e resolvi aderir. Me arrependo de não ter começado cedo, porque além de prevenir rugas, tira o ar de cansado, levanta o olhar e a auto estima também”, relata Giuliana.

A advogada e influenciadora digital Giuliana Botelho é adepta do botox preventivo (Foto: Reprodução/Instagram)

De acordo a dermatologista Lara Rosado, não existe uma idade exata para iniciar a aplicação do botox, mas a partir dos 25 anos o corpo inicia um processo de degradação e diminuição da produção de colágeno. “Com o passar dos anos, esse processo vai ficando mais intenso. Então, é mais comum ver pessoas em torno dos 25 a 30 anos buscando e sentindo necessidade de iniciar essa aplicação do botox preventivo”, comenta.

Atividade física intensa

Dermatologistas podem indicar o botox preventivo mais cedo para algumas pessoas que apresentam força muscular e mímica facial forte. “Pacientes que realizam atividade física muito intensa, em geral, tem a musculatura forte e precisam aplicar de forma precoce”, explica Lara.

Dermatologistas podem recomendar a aplicação de botox preventivo para pessoas que realizam atividade física muito intensa (Foto: Unsplash)

Isso acontece porque quanto mais a pessoa exercita alguns músculos da face, mais rápido eles voltam a se “mexer”. Outro fator que interfere na duração da toxina botulínica com o exercício intenso é a diminuição do percentual de gordura que quando diminui, pode gerar um aumento da contração muscular.

Orientações

A dermatologista Lara Rosado é um dos nomes à frente da Clínica Virtvs (Foto: Arquivo MT)

De acordo com Lara Rosado, entre as principais orientações pós-procedimento estão: evitar realizar atividade física por 24 horas e não deitar por quatro horas após o procedimento. “A frequência de aplicação deve ser a cada seis meses ou a cada quatro meses quando o padrão muscular é mais forte e a musculatura volta a contrair rápido”, indica a dermatologista. Já sobre as contraindicações, a técnica não é recomendada para pessoas que têm doenças neuromusculares, autoimunes ou em caso de gravidez.

Para além do botox preventivo, quem deseja prevenir o surgimento de rugas e linhas de expressão pode escolher entre os outros procedimentos disponíveis na área da estética. “O botox, em geral, é o primeiro procedimento que as pessoas buscam para amenizar esse processo de envelhecimento e formação de rugas, mas a longo prazo o ideal é a associação de procedimentos com o intuito de estimular colágeno. Cada caso vai haver uma necessidade e uma indicação específica”, comenta a médica.

“Dois procedimentos muito associados ao botox para amenizar as rugas é a hidratação injetável que também é conhecida como skinbooster e os fios de PDO para bioestímulo de colágeno”,

indica a dermatologista.

A influencer Giuliana Botelho, paciente da médica Lara Rosado, comenta que atualmente é adepta de alguns procedimentos. “Até os 40 anos eu era super resistente. Só aplicava botox e fiz preenchimento uma vez. Contudo, depois dos 40 resolvi procurar uma dermatologista que me orientasse métodos para ficar mais jovem sem me transformar muito. Já fiz botox, Hollywood Peel, luz pulsada, preenchimento com ácido hialurônico, Ultraformer e, por último, o Fotona Starwalker”, revela.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE