logo

Conheça o primeiro canal de cultura afrourbana do Brasil

Por Redação
Conheça o primeiro canal de cultura afrourbana do Brasil
O Trace Brasil reúne uma programação diversificada, que passeia por shows, documentários, música e conteúdo autoral (Foto: Divulgação)

No Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, celebrado em 25 de julho, foi lançado o primeiro canal brasileiro de cultura afrourbana do País, o Trace Brasil (624 na Claro/NET, e 630 na Vivo).

Kenia Shade, chefe da programação do canal por assinatura, disse que a proposta é falar de empoderamento por meio do entretenimento. “Não queremos falar de dor, mas de conquistas e vitórias para mostrar que o negro é múltiplo, que existimos em muitas esferas e não queremos só falar de racismo. Pretendemos contar a história de um perspectiva positiva na qual a mulher e o homem negros possam se ver em potência e excelência, visto que houve um apagamento histórico por anos e anos. Chegou a hora de contarmos nossas histórias em primeira pessoa”.

LEIA MAIS >> Afroflix: conheça a plataforma que reúne produções de artistas negros

Luta antirracista é responsabilidade de todos, defende Preto Zezé

O Trace Brasil reúne uma programação diversificada, que passeia por shows, documentários, a exemplo de “História do Papa Wemba” e “Afrobeats, da Nigéria para o mundo“, música, conteúdo autoral e programas veiculados pela Trace, marca que possui canais semelhantes nos Estados Unidos, na França, no Reino Unido e em países da África e do Caribe.

Ainda existem projetos voltados para a teledramaturgia e até programa de viagens, mas os planos serão retomado somente após a pandemia de coronavírus, que causa a Covid-19.

VEJA AINDA >> Playlist MT: músicas românticas consagradas por artistas negros

“Enquanto o movimento negro fortaleceu uma classe média negra nos Estados Unidos nos anos 1970 e 1980, o Brasil se atrasou. É da periferia que nascem os grandes movimentos que são a força locomotora desse país. Ao invés de colocar a história da negritude ligada a sofrimento, mostramos o que há de melhor”, defendeu José Papa, CEO da Trace Brasil.

Veja também