logo
X

Oscar 2021 divulga primeiras seleções e inclui novos ‘jurados’ visando diversidade

Por Redação
Oscar 2021 divulga primeiras seleções e inclui novos ‘jurados’ visando diversidade
O filme sul-coreano "Parasita", dirigido por Bong Joon Ho, foi vencedor do Oscar de Melhor Filme este ano, em um momento histórico (Foto: Divulgação)

Academia de Artes e Ciências Cinematográficas revelou as primeiras produções selecionadas para concorrer a categoria de melhor filme na 93ª edição do Oscar, que foi adiada para o dia 25 de abril de 2021. Além disso, 819 profissionais do cinema foram convidados para se associarem à instituição, responsável pelo Oscar. Na turma de selecionados de 2020, 45% são mulheres, 36% pertencem a minorias étnicas ou raciais e 49% são estrangeiros, de 68 países diferentes, incluindo o Brasil.

Entre os convidados, há sete brasileiros. A editora Cristina Amaral (“Um filme de verão”), os diretores Julia Bacha (“Budrus”) e Vincent Carelli (“Martírio”), e os produtores Mariana Oliva e Tiago Pavan, de “Democracia em vertigem”, foram selecionados para participar da Academia na categoria de documentário. O diretor Otto Guerra, de “A cidade dos piratas”e “Wood & Stock: Sexo, Orégano e Rock’n’Roll”, foi chamado para a área de curta e longa de animação. Na categoria de Marketing e Relações Públicas, está o executivo da Netflix, Marcos Waltenberg.

LEIA MAIS >> Dia do Cinema Brasileiro: filmes nacionais que retratam o Nordeste

Cinema Virtual: saiba como assistir estreias de filmes em casa

Vencedor do Oscar de Melhor Filme este ano, em um momento histórico na premiação, o filme sul-coreano “Parasita” foi contemplado em peso. Do elenco, receberam convites Choi Woo-Shik, Jang Hye-Jin, Jo Yeo-Jeong, Lee Jung-Eun e Park So-Dam. O diretor do longa, Bong Joon-ho, e o ator Song Kang-ho foram convidados em 2015.

Em 2019, o número de associados ativos da Academia era de 8.946. Desses, 8.733 estavam aptos a votar no Oscar. Com as adições anunciadas, o total de integrantes pode superar a marca de 10 mil, com mais de 9.600 elegíveis para o voto. Outra novidade anunciada pela Academia é que os integrantes que são agentes de talentos também poderão participar das votações.

Primeiras seleções

Mais diverso, o Oscar 2021 já começa a dar as caras. As primeiras produções selecionadas para concorrer a categoria de melhor filme estão divididas entre Netflix, Universal e Bleecker Street. Paramount, Warner, Disney e Sony ainda não enviaram seus filmes para o Oscar.

O filme “Destacamento Blood”. de Spike Lee, foi pré-selecionado para ingressar na competição de melhor filme (Foto: Divulgação)

A Academia informou em comunicado que irá adicionar os filmes em sua plataforma conforme forem enviados pelas distribuidoras. Também disse que retirou as produções do Oscar deste ano e deixou apenas os novos indicados em exibição até a próxima edição do evento.

“Novas inscrições estarão disponíveis para transmissão através das preliminares e indicações ao Oscar, no próximo ano. Somente os filmes indicados permanecerão na Sala de Exibição da Academia até que o Oscar seja realizado em 25 de abril de 2021″, afirma comunicado à imprensa.

As primeiras nove escolhas são:
“A Assistente”, de Kitty Green;
“Crip Camp”, de Nicole Newnham e James Lebrecht;
“Destacamento Blood”, de Spike Lee;
“Você Nem Imagina”, de Alice Wu;
“Lost Girl”: Os Crimes de Long Island, de Liz Garbus;
“Never Rarely Sometimes Always”, de Eliza Hittman;
“Military Wives”, de Peter Cattaneo;
“Trolls 2”, de Walt Dohrn.

Veja também