logo

Sobrado Dr. José Lourenço recebe exposição ‘Antessala’, de Sérgio Gurgel

Por Redação
Sobrado Dr. José Lourenço recebe exposição ‘Antessala’, de Sérgio Gurgel
Dividida em três salas distintas, ‘Antessala’, de Sérgio Gurgel, narra a história de mulheres de Acopiara, interior do Ceará, onde o artista nasceu. (Foto: João Luis)

O Sobrado Dr. José Lourenço recebe a partir do dia 16 de janeiro até 20 de fevereiro, a exposição ‘Antessala’, um convite para adentrar o universo visual e poético daquele que é visto como destaque no cenário contemporâneo das artes visuais em Fortaleza, o artista cearense Sérgio Gurgel. A exposição, dividida em três salas distintas, mostra a energia feminina por meio da história de mulheres de Acopiara, onde o artista nasceu. ‘Antessala’ tem parceria com a Secretaria de Cultura do Estado do Ceará e a Galeria Contemporarte; coordenação de Aldonso Palácio; e curadoria de Carolina Vieira.  

LEIA MAIS >> Unifor realiza curso de Visual Merchandising com Camila Salek

Dr. Cabeto e Igor Queiroz são homenageados pela Academia Cearense de Literatura e Jornalismo

Ocupando três salas com diversas instalações no segundo piso do edifício histórico do Sobrado Dr. José Lourenço, no centro de Fortaleza, a exposição traz inúmeros objetivos que deixam rastros de matéria afetiva. Os objetivos ajudam a narrar a história de personagens femininas de Acopiara, Ceará, que fazem parte da pesquisa e intimidade de Sérgio Gurgel. Além de memórias afetivas, o percurso da exposição é atravessado por pinturas em diversas superfícies. Além de espelhos, mobiliário, tecidos, vidros, e também por projeções de vídeo, vozes, cheiros, luz e sombra, revelação e mistério.

Antessala

Dividida em três salas, a exposição inicia na sala intitulada Recinto, que retrata três distintas mulheres de Acopiara, cidade onde nasceu, anônimas elevadas ao patamar de divas, em um contínuo processo de observação e aproximação. Formada por recortes audiovisuais e fragmentos dos corpos entintados em espelhos, a instalação é um turbilhão de reflexos e cacofonias – um altar peculiar para Madalena (93), Maria Matilde (85) e Maria das Neves (70) – embutidos de fé, excentricidade e costumes do sertão.

Visto como destaque no cenário contemporâneo das artes visuais em Fortaleza, Sérgio Gurgel, nascido em Acopiara, Ceará, narra a história das mulheres da cidade. (Foto: Thaís Mesquita) 

Já a segunda sala gira ao redor da figura e história de Dona Valneide (67), intitulada Nafrágil. Sérgio conheceu Valneide em Fortaleza, cuja trajetória é intimamente ligada com o desenvolvimento do centro da cidade, da qual ele se apropria para construir a própria narrativa, permeada por transparências, referências do mar, vidros estilhaçados, luzes alucinantes e um universo olfativo envolvente.

O terceiro e último ambiente tem aspecto de sala de espera onde uma estranha visão da sexualidade aflora em peles, pregas e dobras. Orgosma é uma instalação onde superfícies rugosas e viscosas se apresentam, onde a textura da pele envelhecida se confunde com a de uma lesma, onde bichos remetem ao sexo e festejam a “pequena morte”.

Serviço

Sérgio Gurgel – Antessala

  • Abertura sábado, 16 de janeiro de 2021, às 10h
  • Em cartaz de 16 de janeiro a 20 de fevereiro de 2021
  • Sobrado Dr. José Lourenço, Rua Major Facundo, 154 – Centro
  • Visitação gratuita de terça-feira a sexta-feira, de 9h às 17h, e aos sábados 9h às 14h

Veja também