Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

[email protected]
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Publieditorial

Cearense de 12 anos é promessa no tênis nacional

20 abr 2022 | Lifestyle

Por Jacqueline Nóbrega

Praticante do esporte desde os dois anos de idade, Dominiquea Romanholi ocupa o primeiro lugar no ranking cearense feminino

Dominiquea começou a praticar tênis aos dois anos, incentivada pelo pai (Foto: Divulgação)

A atleta infanto juvenil de apenas 12 anos, a cearense Dominiquea Romanholi se destaca na prática do tênis no Estado. Atualmente, ela ocupa o 1º lugar, no ranking cearense, na categoria 2ª classe – feminino simples, de acordo com a Federação Cearense de Tênis; e é a atleta mais nova do top 5 da categoria. 

LEIA MAIS >> Bevas WM: empresa cearense atende pessoas com vasto patrimônio líquido

Dominiquea – que teve o nome inspirado em uma modelo que fez sucesso nos anos 1980 – começou a praticar tênis aos dois anos de idade, incentivada pelo pai, Milton de Souza Filho, que é professor de tênis e, inclusive, foi um dos treinadores do tenista cearense Thiago Monteiro. “Ele começou pegando bola aos 14 anos, foi o primeiro contato dele com o esporte”, contou a jovem em entrevista ao Site MT.

Hoje, cursando o sétimo ano do Ensino Fundamental, a cearense se divide entre os estudos e a rotina como atleta. “Consigo balancear bem com uma rotina que eu e meus pais criamos nas férias”, relata. Por enquanto, ela se prepara para jogar profissionalmente quando completar 15 anos, idade mínima permitida pela Federação Internacional de Tênis para o ingresso de atletas.

Apesar de ainda ser jogadora juvenil, Dominiquea sonha em se tornar profissional e ser a melhor do mundo. O pai, claro, está entre os ídolos da jovem. “Tenho que confessar que meu ídolo sempre foi meu pai. Eu admiro muito os atletas e, principalmente, o Roger Federer, porém minha maior fonte de inspiração é o meu pai”. 

Apoio fundamental

Atualmente a atleta é apoiada pela empresa cearense Bevas Wealth Management, dos sócios Paulo Bessa e Pedro Vasconcelos. Os dois são alunos de Milton e enxergaram em Dominiquea o potencial de uma atleta. “Eles incentivam o esporte e a saúde, proporcionando uma qualidade de vida diferenciada. Ambos têm o olhar visionário, pois certamente vão chegar ao topo junto comigo”.

Hoje a atleta é apoiada pela Bevas (Foto: Divulgação)

Pai da jovem atleta, Milton destaca que o diferencial da filha é ter “um mental e o físico muito fortes“. “Dominiquea tem evoluído bastante nesse pouco tempo em que iniciou a fase competitiva, e já começou mostrando uma maturidade enorme, tem um estilo de jogo que agrada quem assiste. É como se ela estivesse um nível acima da categoria dela. Por exemplo, Dominiquea jogaria tranquilo a categoria 16 anos. Tem tanto físico como mental muito fortes, e hoje se impõe diante de qualquer adversária”.

Dominiquea e o pai, Milton (Foto: Arquivo pessoal)

“Admiro muito a força de vontade dela ao jogar! No último torneio que participou ela estava com infecção intestinal e ainda assim não desistiu de jogar, por decisão dela mesma”, acrescentou.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE