Projeto social de cearense arrecada roupas para crianças africanas

Por Jacqueline Nóbrega
Projeto social de cearense arrecada roupas para crianças africanas
Talita Pinheiro desenvolve peças de roupa para crianças da África

Uma viagem ao continente africano, em 2014, mudou a vida da estilista cearense Talita Pinheiro. Ela vivenciou durante um mês a realidade de uma base missionária na cidade de Pemba, em Moçambique, e ficou impactada com o que viu. “A base trabalha com crianças órfãs. Apesar da miséria existente ali, elas tinham sempre um sorriso no rosto e isso me constrangeu” revela.

Foi da visita que nasceu o projeto Dresses for Africa, encabeçado por ela, e que começou com a ideia de produzir vestidos para as crianças africanas. “Voltei questionando o que eu poderia fazer para contribuir. Mesmo me vendo pequena… Sou estilista, trabalho com algumas marcas legais, mas não era super conhecida. No entanto, acredito que quando as coisas são de Deus, elas acontecem”, define.

LEIA MAIS >> Marina Bitu é selecionada em projeto de Ana Isabel Carvalho Pinto e Costanza Pascolato

Milena Miranda aposta em marca de alta costura para bebês em São Paulo

Em 2017, Talita retornou a Moçambique, acompanhada do marido, com as peças na mala e fez a distribuição de 800 vestidos pessoalmente. “Fiz a modelagem do vestidinho e fui distribuindo para quem queria doar mão de obra e/ou tecidos. Tudo foi à base de doações, tecidos e mão de obra”, detalha.

Antes de iniciar o projeto social, Talita passou um mês em uma base missionária na cidade de Pemba, em Moçambique. (Foto: Arquivo Pessoal)

Novo desafio

Quatro anos depois, e após se tornar mãe, Talita segue com o projeto vivo, agora com nova meta. “Voltamos às divulgações com a intenção de levar mil vestidos, além de mil shortinhos em maio de 2021, provavelmente para Guiné-Bissau. Até o momento, temos cerca de 300 vestidos e 300 shortinhos”, comemora.

Registro de maio de 2017, quando Talita levou a primeira leva de vestidos para a base missionária. (Foto: Reprodução/ Instagram)

A reação das crianças ao receberem as doações é o que motiva Talita a continuar. “A roupinhas que eles usam, quando você chega lá, é cheia de buracos, suja… Acho que é a única que elas têm. Então, esse vestido para elas é como se fosse um tesouro. Parecia que elas estavam ganhando algo muito precioso, com uma joia. Para muitas, era o primeiro presente da vida delas”, conclui.

Quem quiser ajudar na iniciativa de Talita Pinheiro pode entrar em contato com a Dresses For Africa por meio do Instagram do projeto social.

Veja também