logo

Dia Mundial da Fotografia: conheça os profissionais que trabalham na equipe MT

Por Redação
Dia Mundial da Fotografia: conheça os profissionais que trabalham na equipe MT
Alex Campêlo faz parte do grupo de fotógrafos que trabalham com Márcia Travessoni (Foto: Arquivo)

No Dia Mundial da Fotografia, celebrado nesta quarta-feira (19), o Site MT apresenta os fotógrafos que trabalham na equipe de Márcia Travessoni e passeia pelas trajetórias profissionais de cada um deles. De coberturas à pautas internas, cada registro ultrapassa o simples clique de Alex Campêlo, Eri Nunes e Marília Camelo, captando também sensibilidade e dedicação pelo processo criativo.

LEIA MAIS >> De pai para filha: Silas e Lia de Paula compartilham o amor pela fotografia

Além da edição: como Thiliê, Rebeca e Olga se descobriram artistas

Alex Campêlo

Apaixonado por esportes, como futebol e kart, Alex Campêlo descobriu o apreço pela fotografia há 12 anos por influência de um amigo. “Na época, eu trabalhava em um órgão da Prefeitura dando aula de informática e conheci um colega que já era fotógrafo profissional. Ver ele criando foi despertando uma curiosidade e comecei a pesquisar”, conta.

Alex Campêlo (Foto: Arquivo)

Após tirar dúvidas com o amigo, Alex foi convidado por ele para trabalhar como auxiliar em um evento. “Ele me deu a oportunidade de ajudar como iluminador e ali foi a minha porta de entrada para o mercado de eventos”, lembra. Após a experiência, ele começou a atuar como freelancer e continuou trabalhando como professor até perceber que o amor pelas câmeras falava mais alto. Desde 2018, o fotógrafo trabalha na equipe de Márcia.

Registro de Alex Campêlo

“A fotografia representa para mim a conciliação do trabalho com um hobby. É muito bom fazer aquilo que você gosta, ter paixão por isso. Consigo criar, produzir e sempre quero melhorar”,

diz Alex Campêlo.

Eri Nunes

Trabalhando com Márcia Travessoni há mais de um ano, Eri Nunes teve o primeiro contato com a fotografia em meados de 2008, época em que participava de um grupo de jovens católicos na cidade Ipaumirim, no interior do Ceará. “Desde então comecei com uma câmera digital Olympus, fazendo eventos pequenos na minha cidade, como aniversários, batizados e pequeno casamentos. Em 2011, passei no vestibular para cursar Publicidade e Propaganda na Universidade de Fortaleza, motivado pela fotografia”, relata.

Eri Nunes (Foto: Arquivo)

Além das fotos, Eri gosta de jogar vídeo game nas horas vagas e também busca contribuir com a cidade natal por meio da política. No lado profissional, ele acredita que a fotografia abre caminhos.

Registro de Eri Nunes no casamento de Rebecca Bonorandi e Lucas Lobo

“A fotografia é uma arte que nos leva a recordar. Para mim ela representa o poder de congelar momentos, gerar oportunidades e criar relacionamentos. A fotografia é uma ponte sem fim que pode nos levar a lugares incríveis”,

partilha Eri Nunes.

Marília Camelo

Marília Camelo em autorretrato

Se você já folheou as páginas da revista Gente por Márcia Travessoni deve ter encontrado alguns registros de Marília Camelo. A jornalista trabalha na área há mais de 10 anos e descobriu o interesse pela fotografia na faculdade. “Comecei como fotojornalista e faço isso até hoje. Passei seis anos no Diário do Nordeste, trabalhei com empresas nacionais e também fiz trabalhos para publicidade”, conta.

Registro de Marília Camelo para o livro “Mãos que fazem história”, de Cristina Pioner e Germana Cabral

“A fotografia representa uma boa parte da minha vida. É minha forma de expressão profissional, pessoal e artística. Acho que ela já saiu da câmera fotográfica e está automática na minha forma de enxergar o mundo”,

reflete Marília Camelo.
Foto do ensaio “Touch”, desenvolvido por Marília durante temporada em Londres

Durante a pandemia, Marília decidiu retornar ao trabalho autoral por meio do estudo e prática da técnica. “Entre 2015 e 2016, passei uma temporada de quatro meses em Londres estudando desenvolvimento de portfólio. Isso me instigou a ver que gostava de estudar arte, mas com a rotina acabei me distanciando. No começo do ano, comecei a participar do grupo Sol para Mulheres da Galeria Imagem Brasil”, diz.

Veja também