Entenda por que devemos amar Reese Witherspoon

Por Redação
Entenda por que devemos amar Reese Witherspoon
Reese passou a transformar histórias ignoradas sobre mulheres em produções audiovisuais de sucesso mundial (Foto: Getty Images)

Rainha das comédias românticas nos anos 2000, a atriz Reese Witherspoon sempre conquistou o público pelo carisma e talento. Desde seu trabalho no filme icônico “Legalmente Loira” em que interpreta uma jovem estudante de Direito considerada “fútil”, ela ampliou seu discurso sobre temas importantes e, como produtora, passou a transformar histórias ignoradas sobre mulheres em produções audiovisuais de sucesso mundial. A série “Little Fires Everywhere, disponível no Brasil pela Amazon Prime Video, é prova disso.

Baseada no best-seller homônimo, escrito por Celeste NG, a minissérie produzida e estrelada por Reese e Kerry Washington aborda temas urgentes como maternidade, racismo, sexualidade e luta de classes sem tabu em oito episódios e tem recebido ótimas críticas.

LEIA MAIS >> Festivais de cinema irão transmitir filmes de graça no YouTube

Veja os lançamentos de junho da Netflix

Há sete anos, quando Reese começou a produtora Pacific Standard, ela provavelmente não tinha ideia de que o filme “Garota Exemplar” e a série “Big Little Lies” renderiam milhões de dólares e ganhariam indicações aos principais prêmios da academia de cinema norte-americana.

Laura Dern, Nicole Kidman, Zoe Kravitz, Reese Witherspoon e Shailene Woodley comemoram Globos de Ouro da série ‘Big Little Lies’ em 2018 (Foto: Divulgação)

Nós, mulheres, merecemos mais“, disse, em discurso no prêmio Woman Of The Year, em 2015, ao falar sobre a produtora. Em alguns relatos, Reese aponta que já foi a única mulher no set de filmagens e sabe que mulheres ganham menos e dirigem apenas 7% dos filmes.

A atriz revelou que em 2011 recebeu um “roteiro horrível” em que o namorado da personagem era uma verdadeira estrela, e ela, apenas um acessório. Os produtores disseram que três atrizes vencedoras do Oscar estavam no páreo para o papel. “É aí que nós estamos? Vocês estão disputando para ser a namorada burra em uma comédia? Para quê?”, contou.

Cena do filme “Legalmente Loira” (2000) (Foto: Divulgação)

Na época, Witherspoon tinha ganhado um Oscar de Melhor Atriz por sua interpretação em “Johnny & June” e o “roteiro horrível” foi um dos combustíveis para que ela, junto com a produtora Bruna Papandrea, levassem a ideia da Pacific Standard adiante: uma pequena produtora que, diante do retrato estigmatizado do feminino, se dispõe a oferecer “novas dinâmicas para mulheres nos filmes“.

Cena da série “Little Fires Everywhere” (2020) (Foto: Divulgação)

Após se aventurar com “Big Little Lies“, em que ela além de produtora, também é protagonista, a Pacific Standard é entendida como uma das empresas mais promissoras no cenário hollywoodiano, o que certamente alavancou o nome da atriz como um dos mais importantes do momento. Os futuros projetos da empresa vêm recebendo atenção especial tanto da imprensa quanto de estúdios, diretores e atores.

Além da Pacific Standard, ela lançou a plataforma Hello Sunshine, que busca criar e “descobrir conteúdo poderoso feito por mulheres em todas as plataformas”. O site é uma parceria entre a produtora e o empreendimento Otter Media, formada pela The Chernin Group e AT&T. Agora me diz, tem como não amar Reese Witherspoon?

via GIPHY

Veja também