Comemorado nesta sexta-feira (4), o Dia da Natureza foi uma data instituída com o objetivo de conscientizar a humanidade sobre a importância de cuidar do meio ambiente. Afinal, é por meio dele que os seres humanos nascem, vivem e perpetuam gerações. Nos últimos anos, uma série de iniciativas sustentáveis têm surgido em Fortaleza a fim de difundir o amor à natureza, seja através de notícias, doação de livros, produtos orgânicos e moda.

Muda Meu Mundo

Idealizado pelas irmãs Priscilla e Déborah Veras, a Muda Meu Mundo é uma empresa de impacto socioambiental com o objetivo de tornar a alimentação sustentável acessível para a população através do conceito de Mercado Justo.

Priscilla e Déborah Veras

A Muda Meu Mundo possui um programa de capacitação de Agricultores Familiares, certificação em agricultura sustentável e garantia de escoamento de sua produção. Em parceria com os Mercadinhos São Luiz, a empresa abastece as prateleiras com alimentos saudáveis e frescos. Todos os sábados, de 8h às 11h, ocorre também a Feira do Mercado Justo, na Praça das Flores. Saiba mais clicando aqui.

Feira do Mercado Justo, na Praça das Flores, acontece aos sábados, pela manhã

Gisela Franck

A designer cearense tem se destacado na cena da moda local pelo trabalho minucioso e perfeccionista com materiais naturais. Sempre optando por alternativas sustentáveis, ela conquistou o público cearense e até as passarelas do DFB Festival nos últimos anos.

Vale a pena conferir o que Gisela Franck anda fazendo.

Agência Eco Nordeste

Imagine uma agência de notícias comprometida em oferecer conteúdo diferenciado sobre sustentabilidade? Essa é a Agência Eco Nordeste, criada pela jornalista Maristela Crispim. A partir do tripé ambiental, social e econômico, o portal jornalístico coleta dados sobre temáticas como Agroecologia, Biodiversidade, Bioma Caatinga, Bioma Mata Atlântica, Consumo Consciente e muito mais.

Todo o conteúdo é disponibilizado gratuitamente, com condições para reproduções. Acesse aqui.

Maristela Crispim

Catarina Mina

Fundada por Celina Hissa, a marca ganhou o Brasil e o mundo com suas bolsas de crochê e os diversos projetos de valorização das artesãs cearenses. Com peças espalhadas por países como Reino Unido, França, Estados Unidos, Catarina Mina já fez diversas collabs com outras marcas renomadas, como Água de Coco, Osklen, Maria Filó e Le Lis Blanc.

Ver essa foto no Instagram

O sorriso da Fatinha, do nosso projeto ARÁ! Aracati é uma riqueza, patrimônio do artesanato cearense. Dezenas de linguagens, saberes, descobertas diárias, um aprendizado sem fim. ♥️ #fashionrevolution #handmade #fairtrade #catarinamina

Uma publicação compartilhada por Catarina Mina (@catarinamina) em

Em 2015, foi vencedora do Prêmio Vogue Brasil/Ecoera, e em 2019 com o Brasil Criativo, da 3M. Um case de sucesso em sustentabilidade…

Livro Livre

Deixar um livro livre para alcançar outros leitores. Muito além de ressignificar histórias, ressignificar pessoas. Essa foi a intenção de Annita Moura ao criar o movimento Livro Livre. Além de incentivar você a compartilhar seus livros, o projeto abastece pontos de leitura compartilhada, bibliotecas comunitárias em espaços como Curió, e realiza feiras de troca de livros.

Anitta levou projeto para a Bienal Internacional do Livro do Ceará, neste ano. Foto: Reprodução/Instagram

Além de incentivar a sustentabilidade, a iniciativa distribui afeto pela cidade.

>> LEIA TAMBÉM: Os highlights do MaxiModa 2019 | Dia de imersão em moda, tecnologia e sustentabilidade

Fotos: Reprodução/Instagram